14 março, 2015

Atos contra medidas do governo, mas pró-Dilma? Organizadores explicam



Lideranças de centrais sindicais e movimentos sociais que promoveram as manifestações desta sexta-feira (13) em São Paulo justificam os atos que defendiam a Petrobras e o governo Dilma, mas criticavam o ajuste econômico e o corte de benefícios trabalhistas. A polícia estimou que 12 mil manifestantes estiveram no protesto de São Paulo. A CUT falou em 100 mil. Segundo o Datafolha, 41 mil pessoas foram às ruas na capital paulista. 

Leia mais em UOL Notícias

Ops? A roubalheira na PETROBRAS não foi institucionalizada nos governos Lula e Dilma?

"Acabar com essa forma velha de fazer política"? Os direitos trabalhistas foram  desrespeitados  por quem? 

E ainda dizem que este protesto foi pró-Dilma?

O PT continua querendo fazer o povo de bobo. Não pegou. A credibilidade do PT acabou!

A manifestação de hoje foi um exemplo, posto que não houve violência, resta-nos esperar que os camisas vermelhas não incitem a violência nos protesto de domingo.

Na minha opinião as manifestações de hoje não passaram de um PROTESTO CONTRA O PROTESTO de 15 de março, domingo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O blog Olhar de Coruja apoia AMIR SANTOS - No 5 - candidato a DIRETOR DE PLANEJAMENTO NA PREVI