18 janeiro, 2017

Paulo Caffarelli e Guido Mântega e uma negociata de R$ 233 milhões



Negociata de R$ 233 milhões que envolveu MANTEGA e 'amigos', volta à tona e atinge Paulo Caffarelli, atual Presidente do BB

Caffarelli foi notícia em 2009 em Rede de Intrigas de Berzoini-PT, por disputa de cargos, e que envolveu 'Marina Mantega' (filha de Guido)
.
O Site 'O Antagonista' obteve com exclusividade o contrato de locação firmado firmado por Victor Sandri e Henrique Peters, ligados a Mantega, c/ a BBMafre, subsidiária do Banco do Brasil.
.
O negócio foi fechado em 18 de junho 2012 pelo valor de R$ 233 milhões referentes às unidades localizadas dos pavimentos 15 a 28 da Ala A do condomínio WTorre Morumbi - então na planta...


'O Antagonista' - 17/01/17 - 20:40

"Atual presidente do BB, Caffarelli sabia do 'Projeto Alfa' "


O Antagonista obteve com exclusividade trocas de emails entre Henrique Peters, sócio de Victor Sandri, e executivos do Banco do Brasil e da seguradora Mapfre.

Nos emails, Peters combina os detalhes do contrato de locação do imóvel com o grupo BBMapfre e marca reuniões. O negócio milionário, firmado pela dupla ligada a Guido Mantega com a subsidiária do Banco do Brasil, foi batizado de "Projeto Alfa".

Todas as tratativas foram acompanhadas de perto por Paulo Caffarelli (vejam cópia do email para caffarelli@bb.com.br), então vice-presidente de cartões, novos negócios e varejo do BB - área do banco responsável pela BBMapfre.

Caffarelli é ligadíssimo a Guido Mantega, foi seu secretário-executivo no Ministério da Fazenda e hoje é presidente do Banco do Brasil - "caiu para cima" no governo Temer.

'O Antagonista' - 17/01/17 19:58

"Os amigos de Guido e um aluguel muito suspeito"

O Antagonista obteve com exclusividade o contrato de locação firmado por Victor Sandri e Henrique Peters, ligados a Guido Mantega, com a BBMafre, subsidiária do Banco do Brasil.
.
Parece que a PF e o MPF terão mais trabalho pela frente. Sim, Guido Mantega ainda está livre.
.
O contrato de aluguel foi firmado três anos antes da entrega do edifício e lastreou operações financeiras que asseguraram à dupla recursos suficientes para comprar o imóvel - recursos de terceiros, é claro.
.
Especialistas no setor imobiliário disseram a O Antagonista que o metro quadrado negociado (R$ 114) para o empreendimento poderia estar acima do valor de mercado.
.
Chamaram atenção também para o prazo de 19 anos, acima do praticado no mercado para "contratos de locação atípica". Estima-se que o custo da obra (R$ 233 milhões) se pague em sete anos. Sandri e Peters teriam "rendimento livre" com o aluguel nos 12 seguintes.
.
Esse tipo de operação (built-to-suit) é comum no mercado, mas O Antagonista suspeita dos motivos que levaram à BBMapfre escolher justamente empresários ligados ao então ministro para fazer um negócio milionário.
.
Guido Mantega já teve que dar explicações à PF sobre sua relação com Victor Sandri por causa do envolvimento do empresário na Operação Zelotes, que investiga a compra de decisões do Carf, órgão subordinado ao então ministro da Fazenda.
.
À PF, o Pós-Italiano disse que manteve "relações comerciais" com Sandri na década de noventa, justamente na área imobiliária.




AQUI NÃO



Nenhum comentário:

Postar um comentário

O blog Olhar de Coruja apoia AMIR SANTOS - No 5 - candidato a DIRETOR DE PLANEJAMENTO NA PREVI