12 janeiro, 2015

Últimas Notícias Internacionais | Folha

Twitter do Comando Central dos EUA é hackeado por 'partidários do EI'

 
 
O Twitter do Comando Central dos EUA (Centcom, na sigla em inglês) foi suspenso nesta segunda-feira (12) depois de ter sido hackeado por partidários da milícia islâmica Estado Islâmico (EI), disse uma autoridade de Defesa à rede de TV CNN. 
 
A conta do Centcom no YouTube também foi alvo do ciberataque, expondo vídeos do que parece ser propaganda de guerra dos militantes. 

"Podemos confirmar que a conta no Twitter do Centro de Comando Central dos EUA e do YouTube foram expostas mais cedo hoje. Estamos tomando as medidas cabíveis para lidar com a situação", afirmou um oficial da Defesa à AFP.

Efe
Reprodução da página do Twitter do Comando Central dos EUA após ataque de hackers
Reprodução da página do Twitter do Comando Central dos EUA após ataque de hackers
A Casa Branca afirmou que está monitorando a extensão do incidente, em que documentos militares internos foram divulgados. Aparentemente nenhum documento secreto foi postado pelos hackers. 

Ainda não está claro se a invasão representou uma ameaça genuína a redes de computador sensíveis, informaram oficiais do Pentágono. 

Com sede em Tampa, na Flórida, o poderoso Centcom supervisiona as operações aéreas lideradas pelos EUA contra o EI no Iraque e na Síria, bem como outras forças americanas no Oriente Médio. 

Uma série de tuítes incomuns foram publicados com aparentes alertas do Isis, o nome inicial usado pelo EI, assim como links, imagens e documentos do Pentágono que revelaram informações de contado aparentemente desatualizadas de membros do Exército.
Os tuítes também revelaram mapas e slides de PowerPoint. 

A primeira mensagem foi postada às 12h30 locais (15h30 em Brasília) e dizia: "Soldados americanos, estamos a caminho, fiquem atentos. Isis". 

"Cibercalifado" e "te amo, Isis" foram espalhados em letras brancas contra uma tela preta no topo da página do Twitter. 

"Em nome de Alá, o Mais Gracioso, o Mais Misericordioso, o cibercalifado continua sua ciberjihad", disse a página do Twitter do Centcom. 

O cibercalifado "já está aqui, estamos em seus PCs, em cada base militar", escreveram os hackers no Twitter do Centcom. 

A foto do perfil da conta se tornou uma imagem em preto e branco de uma pessoa usando um keffiyeh, ou lenço, em volta da cabeça. 

Posts subsequentes na conta do Centcom no Twitter diziam: "Redes do Pentágono hackeadas! Cenários da China" e "Redes do Pentágono hackeadas. Cenários da Coreia".
Cerca de 13h10 locais a conta foi suspensa. 

A invasão aconteceu enquanto o presidente dos EUA, Barack Obama, se preparava para detalhar as novas propostas para proteger os sistemas internos do país de ameaças cibernéticas. 

Há meses, aviões de guerra da coalizão militar liderada pelos EUA têm lançado ataques aéreos contra o EI no Iraque e na Síria. 

FOLHA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O blog Olhar de Coruja apoia AMIR SANTOS - No 5 - candidato a DIRETOR DE PLANEJAMENTO NA PREVI