20 fevereiro, 2015

Dilma deveria ter "cuidado" em vez de "encobrir responsabilidade" na Petrobras, diz FHC 71

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) rebateu nesta sexta-feira (20) as críticas feitas pela presidente Dilma Rousseff (PT) sobre as investigações do esquema de corrupção na Petrobras durante o governo do tucano (1995-2002). Ele também disse que a petista e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva têm responsabilidades nas nomeações de diretores envolvidos no esquema de desvios na estatal.

"A excelentíssima presidente da República deveria ter mais cuidado. Em vez de tentar encobrir suas responsabilidades, jogando-as sobre mim, que nada tenho a ver com o caso, ela deveria fazer um exame de consciência. Poderia começar reconhecendo que foi no mínimo descuidada ao aprovar a compra da refinaria de Pasadena e aguardar com maior serenidade que se apurem as acusações que pesam sobre o seu governo e de seu antecessor", declarou o ex-presidente em nota.

Na manhã desta sexta-feira, a presidente Dilma disse que se casos suspeitos de corrupção na Petrobras tivessem sido investigados durante o governo de FHC entre 1995 e 2002, já na década de 1990, o esquema descoberto pela operação Lava Jato que envolve a estatal não ocorreria. Sem citar nomes, Dilma se referiu a delação do ex-gerente da estatal Pedro Barusco, que afirmou, em delação premiada, que começou a receber propina da SBM Offshore, uma fornecedora da petrolífera, em 1997.

FHC também disse que Dilma usou "tática infamante da velha anedota do punguista que mete a mão no bolso da vitima, rouba e sai gritando 'pega ladrão!'".

 

  •  
    "O delator a quem a presidente se referiu foi explícito em suas declarações à Justiça. Disse que a propina recebida antes de 2004 foi obtida em acordo direto entre ele e seu corruptor; somente a partir do governo Lula a corrupção, diz ele, se tornou sistemática. Como alguém sério pode responsabilizar meu governo pela conduta imprópria individual de um funcionário se nenhuma denúncia foi feita na época?", questionou o tucano.

    Em nota, FHC também responsabilizou os governos do PT no escândalo pelas nomeações de diretores da estatal. Três ex-diretores da Petrobras – Renato Duque, Nestor Cerveró e Paulo Roberto Costa - são suspeitos de receber propina de empreiteiras para auxiliar em negócios com a petrolífera.

    "Trata-se de um processo sistemático que envolve os governos da presidente Dilma (que ademais foi presidente do Conselho de Administração da empresa e Ministra de Minas e Energia) e do ex- presidente Lula. Foram eles ou seus representantes na Petrobras que nomearam os diretores da empresa ora acusados de, em conluio com empreiteiras e, no caso do PT, com o tesoureiro do partido, de desviar recursos em benefício próprio ou para cofres partidários", disse FHC.

    A fala de Dilma também repercutiu no Congresso. "Dilma parece querer zombar da inteligência dos brasileiros ao atribuir o maior escândalo de corrupção a um governo de 15 anos atrás. Parece que ela volta a viver no mundo da fantasia", disse o senador Aécio Neves (PSDB-MG), em resposta às declarações de Dilma. "O PSDB não tem receio de que se investigue o que quer que seja."

    No início de feveiro, um advogado que trabalha para o tucano e integra o conselho do Instituto FHC apresentou um parecer jurídico que diz haver fundamentos para o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) por causa dos escândalos na Petrobras.


UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O blog Olhar de Coruja apoia AMIR SANTOS - No 5 - candidato a DIRETOR DE PLANEJAMENTO NA PREVI