24 fevereiro, 2015

MPF denuncia Cerveró por lavagem de dinheiro e formação de quadrilha

O MPF (Ministério Público Federal) denunciou nesta terça-feira (24) o ex-diretor da área internacional da Petrobras Nestor Cerveró e outras duas pessoas pelos crimes de formação de quadrilha e lavagem de dinheiro, apurados na Operação Lava Jato, da Polícia Federal.


A Lava Jato investiga um esquema de corrupção bilionário de sobrepreço em obras da Petrobras e que envolveria ex-funcionários da estatal, executivos de empreiteiras e políticos.


"Cerveró é acusado de utilizar o cargo de diretor na estatal para favorecer contratações de empreiteiras mediante o pagamento de propina", disse o MPF em nota.


Os outros dois denunciados são Fernando Soares, que é apontado pelo MPF como operador financeiro do esquema, e Oscar Algorta, que seria responsável por lavar dinheiro ao adquirir com valores ilícitos uma cobertura de luxo para ocultar a real propriedade atribuída a Cerveró.

Ampliar


Operação Lava Jato da PF

13.fev.2015 - Paulo Roberto Costa deixa a sede da Polícia Federal, em Curitiba, no Paraná, nesta sexta-feira (13), para depor sobre a operação Lava Jato na Justiça Federal. Costa cumpre prisão domiciliar no Rio de Janeiro desde que fez acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal, em outubro do ano passado. Ele chegou a Curitiba na manhã desta sexta-feira em um avião comercial escoltado por policiais federais e deve retornar ao Rio após a audiência Leia mais Vagner Rosário/Futura Press/Estadão Conteúdo

UOL


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O blog Olhar de Coruja apoia AMIR SANTOS - No 5 - candidato a DIRETOR DE PLANEJAMENTO NA PREVI