06 novembro, 2014

Sem patrocínio, filme sobre vida de Marina Silva é adiado

DAVID LUCENA

A cineasta Sandra Werneck adiou, por falta de patrocínio, a realização do filme que contaria a trajetória de Marina Silva antes da sua atividade política. A produção não conseguiu arrecadar nem um centavo para o longa, cujas filmagens estavam originalmente previstas para ocorrer em 2012. 

Quando o projeto foi anunciado, há dois anos, o custo estimado do filme era de R$ 6 milhões. Hoje, porém, o valor seria ainda maior. Werneck (codiretora do sucesso de bilheteria "Cazuza - O Tempo Não Para") disse à Folha que a proximidade das eleições também fez com que ela suspendesse o projeto. 

A cinebiografia do ex-presidente Lula, dirigida por Fábio Barreto e lançada em 2010 —quando Dilma Rousseff foi eleita ao Palácio do Planalto—, teve orçamento de quase R$ 12 milhões. Werneck afirmou que a produção procurou várias empresas, mas nenhuma quis investir no projeto. "Acho que a dificuldade é porque a Marina é oposição e acho que o empresariado, de alguma maneira, ficou reticente", disse. 


Leticia Moreira - 8.nov.11/Folhapress
A ex-senadora Marina Silva (PSB) e a cineasta Sandra Werneck
A ex-senadora Marina Silva (PSB) e a cineasta Sandra Werneck

Nem a Natura —empresa de cosméticos cujo sócio, Guilherme Leal, foi candidato a vice-presidente na chapa de Marina Silva em 2010— quis patrocinar o longa, segundo Werneck. A diretora afirmou que entrou em contato com a ex-senadora para comunicar que a realização do filme seria adiada e que Marina foi "incrivelmente generosa". 

"Eu continuo apaixonada pela história de vida dela", expôs a cineasta, que disse não ter desistido do filme, que tem roteiro de Anna Muylaert ("É Proibido Fumar"). 

Werneck afirmou que a dificuldade para captar recursos se restringe a esse projeto. Prova disso é que ela começa a filmar em junho a sequência de seu primeiro sucesso, "Pequeno Dicionário Amoroso" (1997), que conseguiu captar recursos e deve ser lançado em 2015. "Vou retomar contando a história desse casal [vivido por Andréa Beltrão e Daniel Dantas] 15 anos depois, já com suas famílias, suas novas relações", disse. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O blog Olhar de Coruja apoia AMIR SANTOS - No 5 - candidato a DIRETOR DE PLANEJAMENTO NA PREVI