03 novembro, 2014

Posicione-se contra a expansão comunista bolivariano no Brasil promovido pela administração de Dilma Rousseff

 URGENTE !

Caros amigos, 

A Casa Branca coloca em seu site uma petição mundial! Se a petição atingir 100 mil assinaturas em 30 dias, os Estados Unidos vão se pronunciar oficialmente contra o Foro de São Paulo! Pedimos ao governo Obama para posicionar-se contra a expansão comunista bolivariana no Brasil promovido pela administração de Dilma Rousseff. Em 26/10, Dilma Rousseff foi reeleita, e continuará o plano de seu partido para estabelecer um regime comunista no Brasil - aos moldes bolivarianos propostos pelo Foro de São Paulo. Sabemos que, aos olhos da comunidade internacional, a eleição foi plenamente democrática, mas as urnas utilizadas não são de confiança, além do fato de os chefes do Poder Judiciário serem na sua maioria membros do partido vencedor. As políticas sociais também influenciaram a escolha do presidente, e as pessoas foram ameaçados de perder o seu subsídio de alimentação se não reelegessem Dilma. Clamamos por uma posição da Casa Branca em relação à expansão comunista na América Latina. O Brasil não quer e não vai ser uma nova Venezuela, e os EUA precisam ajudar, como promotores da democracia e da liberdade no Brasil. 


Isso é sério, o site é seguro e realmente pode funcionar se alcançarmos as 100.000 assinaturas. Já são mais de 18.000 em menos de 3 dias.

Depois que assinar, vc vai receber um e-mail para confirmar. Clique no link e pronto.

  ASSINE:

we petition the obama administration to:

Position yourself against the Bolivarian communist expansion in Brazil promoted by the administration of Dilma Rousseff

On 10/26, Dilma Rousseff was reelected, and will continue his party's plan to establish a communist regime in Brazil - the Bolivarian molds propounded by the Foro de São Paulo. We know that in the eyes of the international community, the election was fully democratic, but the ballot boxes used are not reliable, apart from the fact the heads of the judiciary, are mostly members of the winning party. Social policies also influenced the choice of the president, and people were threatened with losing their food allowance if they do not re-elect Dilma. We call a White House position in relation to communist expansion in Latin America. Brazil does not want and will not be a new Venezuela, and the USA that need help the promoters of democracy and freedom in Brazil.

TRADUÇÃO:
(nossa petição ao governo Obama para:
Posicione-se contra a expansão comunista bolivariano no Brasil promovido pela administração de Dilma Rousseff

Em 10/26, Dilma Rousseff foi reeleito, e continuará o plano de seu partido para estabelecer um regime comunista no Brasil - os moldes bolivarianos propostos pelo Foro de São Paulo. Sabemos que, aos olhos da comunidade internacional, a eleição foi plenamente democrático, mas as urnas utilizadas não são de confiança, além do fato de os chefes do Poder Judiciário, são na sua maioria membros do partido vencedor. As políticas sociais também influenciaram a escolha do presidente, e as pessoas foram ameaçados de perder o seu subsídio de alimentação se não reeleger Dilma. Chamamos uma posição da Casa Branca em relação à expansão comunista na América Latina. O Brasil não quer e não vai ser uma nova Venezuela, e os EUA, que precisam de ajuda os promotores da democracia e da liberdade no Brasil. )

LEOPOLDINA CORRÊA é jornalista com formação em Mídias Digitais pela UFC >>>> Diploma  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O blog Olhar de Coruja apoia AMIR SANTOS - No 5 - candidato a DIRETOR DE PLANEJAMENTO NA PREVI