05 fevereiro, 2016

Ricardo Flores: "Fui funcionário do Banco do Brasil, não de governos"

Ricardo Flores, ex-presidente da Previ, o fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil, enviou a nota abaixo a O Antagonista.
Aos editores de O Antagonista:

"Fui surpreendido com citação ao meu nome, feita por um membro da CPI dos Fundos de Pensão na Câmara dos Deputados, na tarde de ontem, que lia perguntas de um terceiro deputado ausente à sessão, endereçadas ao Sr. João Vaccari Neto.

Sobre o ocorrido, objeto de divulgação pelo O Antagonista, esclareço que essas informações são comprovadamente falsas. Repudio de forma veemente as ilações feitas e afirmo que, enquanto presidente, os investimentos da Previ foram decididos de forma colegiada, por seu corpo diretivo, e no exclusivo interesse dos seus associados.

Lamento que tamanha aleivosia tenha sido repassada a eminentes membros da Câmara dos Deputados e à mídia, utilizando-se da boa fé desses agentes, com o único intuito de me envolver em algo que não me diz respeito.

Fui funcionário do Banco do Brasil, técnico de estado, não de governos, por mais de 30 anos, sem que jamais tenha me filiado a qualquer agremiação partidária ou participado de qualquer militância política ou sindical. Os números da Previ, durante a minha gestão, falam por si e são do conhecimento do mercado e, principalmente, dos seus associados, com superávits e pagamentos de benefícios extras aos seus participantes, dentro das normas e regras vigentes.

Eram esses os esclarecimentos, que espero ver reproduzidos, em respeito aos jornalistas e leitores desse prestigiado espaço da mídia brasileira."

Ricardo Flores



Nenhum comentário:

Postar um comentário

O blog Olhar de Coruja apoia AMIR SANTOS - No 5 - candidato a DIRETOR DE PLANEJAMENTO NA PREVI