04 fevereiro, 2016

Minoritários questionam Dilma sobre operação bilionária do Banco do Brasil

Instituição financeira comprou R$ 5 bilhões em papéis de empresa de acionistas do Bradesco 

 Presidente Dilma Rousseff durante café da manhã com os jornalistas setoriais do Palácio do Planalto (Foto: Aílton de Freitas / Ag. O Globo)

 

Numa carta enviada há quase um mês para a presidente Dilma Rousseff, ao ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, e ao Banco do Brasil, a União Nacional dos Acionistas Minoritários (Unamibb), que reúne 19,79% das ações do BB, questionou a compra de R$ 5 bilhões em debêntures emitidas pela NCF Participações, empresa controlada por acionistas do Bradesco.

Na carta, os acionistas minoritários chamam de “suspeita” a operação realizada no momento em que o Bradesco tentava levantar dinheiro para realizar a aquisição do HSBC. Naquela conjuntura, lembram os minoritários, o Conselho de Administração do Banco do Brasil tinha como presidente um ex-executivo do Bradesco, o economista Tarcísio Godoy, que, a despeito de ter deixado o Ministério da Fazenda, ainda permanece no conselho do Banco do Brasil.

Ouvida pela EXPRESSO, Isa Musa, vice-presidente da Unamibb, disse que a associação não teve retorno algum em relação à carta. Afirmou que vai esperar até a assembleia-geral do banco, a ser realizada nos próximos meses, para receber respostas oficiais. Caso contrário, ela diz que a Unamibb acionará o Ministério Público.

 

 REVISTA ÉPOCA

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O blog Olhar de Coruja apoia AMIR SANTOS - No 5 - candidato a DIRETOR DE PLANEJAMENTO NA PREVI