19 setembro, 2016

ELEIÇÕES PREVI > ZECA FOI O ELEITO PARA A DIRETORIA DE PLANEJAMENTO


Com base na primorosa matéria do blog do colega Carvalho, acrescento ainda que, dos sete candidatos apresentados, cinco eram ilustres desconhecidos para do nosso universo de aposentados. Mas vale lembrar que com as poderosas máquinas BB e CONTRAF -CUT, que bancaram as campanhas de Zeca e Márcio, respectivamente, nos enfiaram goela abaixo dois candidatos que atendiam apenas aos interesses deles e não aos dos associados da PREVI.

E por falar em PREVI, alego que fomos traídos por ela que é NOSSA, e digo isso porque nossos contatos telefônicos, emails e endereços residenciais foram covardemente utilizados para apoiar Márcio de Souza, candidato petista.

Não obstante, a vitória do Zeca, o fato não significa dizer que fomos vencidos. Ele se ofereceu para gerir a PREVI e não apenas o Previ Futuro, portanto, nada nos impede de fiscalizarmos, cobrarmos e parabenizar-lhe pela vitória, desejando-lhe uma excelente administração, afinal, a PREVI é o Fundo de Pensão de todos nós, é a nossa vida, foi por ela e para ela que labutamos no BB para obtermos uma aposentadoria digna, mas que muito tem nos decepcionado com eleição de candidatos errados e que levaram nossa PREVI a envolvimento com escândalos financeiros conhecidos nacional e internacionalmente.

Att.

Leopoldina Corrêa



Encerrada a votação no dia 15/09/2016, que contou com 7 candidatos, foi eleito o candidato número 6 – Jose Carlos – ZECA - com 28.348 votos (13,8% do total de votantes, 25,6% dos que votaram). Do universo de 29.747 votos de aposentados, Zeca teve somente 2.737 votos. Do total de 61.189 votos válidos dos ativos, Zeca obteve 25.611 votos.

O candidato número 7 – Marcio de Souza - apoiado pelos Sindicatos CONTRAF-CUT ficou com 23.741 votos. Venceu em 7 Estados.

Já o candidato número 5 – Amir Santos -  com perfil independente, obteve 20.066 votos, dos quais, 13.162 dos aposentados. Venceu no Distrito Federal.

Do total de 204.051 votantes, 106.278 são aposentados e pensionistas. Houve 93.418 abstenções, das quais, 76.531 foram dos aposentados e pensionistas.

Os ativos votaram nas estações de trabalho. Uma semana antes de terminar a votação foi iniciada a grave dos bancários. Circularam informações de que o Banco pressionou a votação dos ativos e que Administradores fizeram campanha. Zeca era Diretor do Banco e se aposentou dias antes da eleição.

 
É curioso observar que a quantidade de aposentados vem aumentando e o percentual dos que votam vem diminuído. Cabe reflexão. Já o percentual de votos dos ativos vem aumentando. Vejamos:

 - Na eleição de 2014 votaram 79% dos ativos e 33% dos aposentados.

- Na eleição de maio de 2016 votaram 81% dos ativos e 29% dos aposentados.

- Nesta eleição votaram 82% dos ativos e somente 28% dos aposentados.

O Comodismo dos aposentados é grande. Significa admitir que a grande maioria de aposentados delegou aos ativos (Plano 2 PREVI Futuro na grande maioria) a responsabilidade pela escolha do nosso representante.

Alguns reclamam das dificuldades no processo de votação. Para próxima eleição defenderei a votação, também, nos terminais de autoatendimento e o segundo turno entre os dois candidatos mais votados.

Cumprimento a todos que votaram e de já conclamo os aposentados para o exercício democrático do direito do voto.

Parabenizo o Zeca pela vitória, desejando sucesso.

Antonio J. CARVALHO.

em 17/09/2016


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O blog Olhar de Coruja apoia AMIR SANTOS - No 5 - candidato a DIRETOR DE PLANEJAMENTO NA PREVI