03 setembro, 2016

A verdade que não contam

Colegas da Ativa, Aposentados e Pensionistas,

A respeito do folheto distribuído a todos os eleitores pelo correio, junto com a propaganda do candidato nº 7, temos a informar o seguinte.

O AMIR SANTOS, nº 5, não é o apoiador da terceirização. NÃO !

A matéria onde saiu isso foi elaborada pela Contraf-Cut para tentar denigrir o candidato que tem condições efetivas de ganhar estas eleições.

Veja como são as coisas:

Até 2010, dois grupos participavam na CASSI e PREVI:
 

Contraf-Cut e V.Camilo e faziam política juntos, formando uma só chapa e dividindo os cargos entre eles, tanto na CASSI quanto na PREVI. Essa combinação não vinha para o grande público, e assim foram ajudando o BB a dirigir as duas entidades como ele BB quis, mas pintando para os (incautos) eleitores como se defendessem os associados.

Durante todo esse tempo sempre fizeram o jogo do Banco. Sempre foram CONTRA os participantes (que são os donos) da PREVI e CASSI.

Fizeram muitas alterações nos Estatutos das duas entidades, e sempre nos tirando direitos consagrados e/ou aumentando nossas contribuições.

Isto aconteceu com a nossa contribuição à CASSI sobre o 13º salário; com a participação em consultas e outros eventos;  com a redução do percentual do BB mas não o nosso.

Nós pagávamos 1% e o BB 3%.
Passamos a pagar 3% e o BB 4,5%.
200% de aumento para os associados.
50% de aumento para o patrão.

E mais, os 4,5% do BB ficaram congelados pelo novo estatuto.  Quem defendeu essas mudanças ?

O que a Contraf-Cut orientou na votação ?

O Banco não descontou dos funcionários, nem recolheu sua parte para a CASSI e PREVI sobre os famigerados ABONOS pagos durante os oito anos de achatamento salarial da era FHC.

Acabaram com os quinquênios, depois com os anuênios, com as gratificações semestrais. Vejam quanto dinheiro deixou de ser carreado para a CASSI e PREVI.

Aí criaram a PLR, mas sobre esta nada é descontado e nada é recolhido para a CASSI e PREVI.


Retiraram do Estatuto da CASSI o art. 9º que rezava que o Banco era o responsável pelos déficits da CASSI;

Construíram a Costa do Sauipe (para privilegiar e valorizar as terras do ACM). Sempre deu prejuízo e agora querem por mais dinheiro bom (nosso) lá. 

Compra de hospital por muitas vezes o que valia. Investir no Hope-Hari. Compra da mansão dos Matarazzo na Av.Paulista. Compra de outro imóvel (ex-hospital Matarazzo) na região da Av.Paulista, para o BB poder receber o que os proprietários deviam, etc, etc.

Como disse acima, sempre fizeram o que o Banco quis.

O próprio Marcel (reeleito) da CCut, é um com esse histórico. Ficará mais quatro anos como diretor na PREVI e pedirá o chapéu com o bolso cheio e aquela aposentadoria milionária, e promessas não cumpridas. Seu vínculo com o Banco é tão claro que antes de ser eleito para a PREVI ocupava cargo comissionado no BB com AP-6 especificamente para representar o Banco nas negociações com o funcionalismo e dizer aos interlocutores o que o Banco não aceitava e o que eles exigiam.

Depois de 2010 os dois grupos brigaram feio. Agora são inimigos. Mas continuam afinados com os interesses do Banco.

A CCut gasta milhões em cada eleição dessas.
O que eles deveriam fazer direito era representar os trabalhadores junto ao empregador.

Mas eles querem TUDO. Política partidária, ingerência na CASSI, PREVI, ANABB e onde mais puderem atuar para aparelhar os quadros.

Na última eleição o AMIR SANTOS, com a Chapa Hora da Mudança, teve o segundo lugar na votação.

Nós do MSU - Movimento Semente da União, tivemos a maior votação no Brasil entre os aposentados.

Agora estamos apoiando o AMIR SANTOS nº 5, juntamente com outros grupamentos que também o apoiam.

Essa UNIÃO que tanto pregamos é a única forma de derrotarmos os tais poderosos que sempre levam o troféu e ficam contra nós.

Veja a PREVI que não tem transparência alguma ou é mínima na gestão. Tudo é proibido informar aos donos.

Não sabemos de nada em detalhes do que lá fazem com nosso dinheiro. As atas são um mistério. Até rasgaram uma da reunião da Diretoria e dizem que ela sumiu. Pode ?

Assim, com um dos Superavit, eles criaram a RENDA CERTA, para privilegiar, alguns poucos com o dinheiro que é de todos. O pagamento foi de uma só vez. Teve protegido que recebeu até R$.1,7 milhão. Os demais, ora, ora, que chupem o dedo.

E até hoje a PREVI não demonstrou como calculou, para quem pagou e quanto pagou. Embora já derrotada na justiça em dezembro passado para exibir as planilhas solicitadas, até hoje (agosto), ainda não o fez.  TRANSPARÊNCIA ??? ZERO !!!

E o que fazem os diretores, eleitos e indicados ? Nada. 

O que diz a Contraf-Cut ?  Nada.

Somente a fórceps, e olhe lá.

Engambelaram-nos com a CAPEC vez que misturaram a contabilidade da CAPEC com a da PREVI e alguns anos depois não sabiam mais quanto era da CAPEC. Até hoje não explicaram nada. Nem os balanços para mostrar o que fizeram com o nosso dinheiro (que é só nosso), vez que o BB e a PREVI nada contribuem para o pecúlio. Aliás, a PREVI ainda cobra para mal administrar a CAPEC.

E o atual candidato nº 7 (da CCut) é gerente na PREVI e assessora a Diretoria de Seguridade nesses assuntos. Por lei a contabilização da CAPEC tem que ser segregada. E durante alguns anos não o foi, de forma ilegal.

Embora ele (o nº 7 – Márcio) se declare que foi assessor do Sérgio Rosa (ex-Presi da PREVI), não sabe explicar o que ocorreu com os recursos da CAPEC naquele período.

Sobre o brilhante Senador Paulo Bauer, faremos matéria à parte. O projeto original dele foi totalmente descaracterizado nas comissões legislativas.

Ele é um dos defensores dos funcionários do BB, pois apresentou projeto para impedir a destinação de superávit ao patrocinador. Foi barrado pelo Senador Pimentel, da Contrafcut e PT, que apoia o candidato Marcio de Souza.

" VOTE PELA MUDANÇA E FORTALECIMENTO DA PREVI

Colegas, estamos em período de votação para a escolha do Diretor de Planejamento.

Você sabe que na PREVI a gestão deveria ser compartilhada, o BB indicando três diretores e os participantes outros três. Na prática, o BB usa sua poderosa máquina para decidir quem vai ser eleito pelos participantes. Isso tem que mudar para que a gestão compartilhada passe a ser efetiva e não fique só no papel. Nesta eleição escolheremos um dos NOSSOS representantes.

Avalie as propostas e o currículo do candidato AMIR SANTOS, desvinculado dos interesses do BB, profundo conhecedor de Previdência, com experiência na PREVI, ABRAPP e Banco do Brasil. AMIR SANTOS ficou em segundo lugar na última eleição pela Chapa HORA DA MUDANÇA NA PREVI.

Nesta eleição, o AMIR conta com o apoio de outras duas chapas que concorreram na última eleição: SEMENTE DA UNIÃO e PREVI PLURAL E INDEPENDENTE, além da HORA DA MUDANÇA NA PREVI.

Juntas, as três chapas tiveram mais de 57.000 votos. Seu voto é muito importante para consolidar essa união pela mudança e fortalecimento da nossa PREVI. Por mais Rentabilidade, Segurança e Transparência, e para dar início ao processo que resultará em efetiva gestão compartilhada em 2018, vote 5 AMIR SANTOS.

Veja o curriculo e propostas:

Saiba + em  www.amirsantos.com.br
 "

Para UNIR   VOTE  no  AMIR ! ! !

Não se deixe enganar.

Vamos de AMIR SANTOS, nº 5.

Receba nosso abraço.

Andretta - Curitiba


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O blog Olhar de Coruja apoia AMIR SANTOS - No 5 - candidato a DIRETOR DE PLANEJAMENTO NA PREVI