27 julho, 2015

Troca de emails entre colegas protestando contra a Prestação de Contas dos valmistas 2014 - 2015


Caro amigo Ebenézer,

Com a aproximação das Eleições da ANABB, o Carvalho, marqueteiro-mor dos valmistas não vai desprezar nenhuma oportunidade de praticar o vitupério e nem o cabotinismo em favor da sua equipe, procurando chamar a atenção para as suas qualidades fictícias.

Como é do conhecimento de todos, depois que o Caso Seguros veio à tona e culminou com expulsão de Valmir Camilo da ANABB, o Sr. Carvalho não mede esforços no sentido de reconduzir seu patrono à Presidência da ANABB.

É bem provável que após a divulgação de dessas nossas declarações o Sr. Carvalho me crive de emails novamente, cobrando-me explicações das minhas opiniões emitidas no meu blog sobre o meu fundo de pensão. 

Estou começando a achar que o Sr.Carvalho, pelo fato de estar conselheiro, sinta-se coberto por algum tipo de imunidade que não nos permita fazer qualquer alusão ao desempenho de suas funções. Ou quem sabe até, cassar nosso direito de opinar  sobre as irregularidades cometidas contra o nosso fundo de pensão, coisa que sempre fizemos sem precisarmos estarmos exercendo nenhum mandato.

Leopoldina Corrêa


Prezados colegas,

Por concordar inteiramente com seus termos, repasso abaixo mensagem do colega Chirivino. 

É incompreensível que os que receberam de nós o poder institucional para lutar contra resoluções e/ou dispositivos legais que nos são adversos nos exortem à batalha, esquecendo que já estamos nela há muito tempo, a despeito de não dispormos do poder institucional para isso.  Como bem disse Chirivino, "sem mandato, sem soldo e sem trincheira".   E eu acrescento:  sem medos, sem submissões e sem interesses pessoais.

Cordialmente

Ebenézer


2015-07-26 12:30 GMT-03:00 CHIRIVINO <josealvares@hotmail.com>:
 
Caro Carvalho,
 
Faço isso há tempos: sem mandato, sem soldo e sem trincheira.

Por dever, em primeiro lugar, de proteger o que em uma vida construí e que hoje já não pertence somente a mim, mas aos meus.

Em segundo lugar, pelo dever cívico de dar nas mínimas situações o exemplo para que a estrutura maior do estado não desmorone diante da justificativa - muito em voga atualmente - de que: se os liderados são irresponsáveis e corruptos os seus líderes nada mais são do que um extrato dessa coletividade.

E faço isso, apenas cumprindo o meu dever de fiscalizar e de me manifestar sobre o fiel cumprimento dos propósitos Estatutários das Associações e suas direções, a que pertenço.

E, também, das quais não sou sócio, mas que declaram defender meus direitos enquanto Assistido e Associado da PREVI e da CASSI.

E se não percebeu, o texto abaixo, enquanto instrumento de cobrança de uma ação mais efetiva e contundente por parte dos administradores daquelas Entidades, é exemplo vivo e eloquente de como deveria agir a imensa maioria de Assistidos e Associados.

Esses mesmos que pensam que, nem votar é necessário, quanto mais fiscalizar/denunciar as ações nefastas para que "mãos aventureiras" não se lancem sobre seus patrimônios.

Sou, modestamente, uma das pequenas forças que, ao cobrar se junta à outras, dando-lhe o suporte necessário para melhor exercer o seu papel.
Um grande abraço.

JOSÉ CHIRIVINO ÁLVARES



Entendi, Chirivino.

Então vamos lutar junto para mudar as Leis 108 e 109/2001.

Eu já iniciei esta luta. Convido Você e a todos  a se juntarem aos que lutam e sugerem mais e aos que criticam menos, criticando meramente pelo desejo de criticar.

Carvalho.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O blog Olhar de Coruja apoia AMIR SANTOS - No 5 - candidato a DIRETOR DE PLANEJAMENTO NA PREVI