29 julho, 2015

“¡No pasarán!” (NÃO PASSARÃO)*


E Não Passarão! As maquiavélicas intenções do Banco de transferir para a CASSI um risco que hoje é dele, Banco!

E Não Passarão! Os engodos de que é possível, ao mesmo tempo, divulgar Fato Relevante ao mercado atestando que encerrou seu compromisso com aposentados e pensionistas e, ao mesmo tempo, escrever no Estatuto que mantém essa responsabilidade com a assistência à saúde dos atuais e futuros aposentados e pensionistas.

E Não Passarão! A coerção e o rolo compressor que o Banco do Brasil, por seus prepostos, atropela as negociações sujeitando a sobrevivência da CASSI à sua declarada chantagem de nos empurrar a transferência do BB para a Cassi do risco atuarial pós-laboral que hoje é dele.

E Não Passarão! As tentativas de atribuir somente aos eleitos a gestão caótica da CASSI nos últimos vinte anos e, continuando a chantagem, dizer que SOMENTE aceita fazer aportes e inclusive participar de rateios de déficits operacionais da Cassi mediante a aceitação da transferência de risco atuarial pós-laboral para o Plano de Associados da Cassi.

“¡No pasarán!” (NÃO PASSARÃO) É este o grito de guerra, de repúdio que todos deveremos fazer ecoar pelas redes sociais, pelos nossos contatos de e-mail, de WhatsApp, pelas agências, pelas ruas, pelas praças! NÃO PASSARÃO!

*Durante a Guerra Civil Espanhola (1936–39), foi usado no Assédio de Madrid por Dolores Ibárruri Gómez, La Pasionaria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O blog Olhar de Coruja apoia AMIR SANTOS - No 5 - candidato a DIRETOR DE PLANEJAMENTO NA PREVI