30 setembro, 2014

Doleiro da ‘Lava Jato’ recusa delação premiada


  • 30 de setembro de 2014
    O doleiro Carlos Habib Chater, um dos personagens da Operação Lava Jato, preso há seis meses pela Polícia Federal, decidiu não fazer delação premiada. “Podem me condenar a 200 anos de cadeia, mas não faço isso”, segundo amigos próximos. O Ministério Público Federal (MPF) pediu sua condenação a 12 anos e 1 mês de prisão por evasão de divisas e por “lavar” dinheiro para o traficante Renê Pereira.

  • Chater confirmou à Justiça que “lavou” US$ 124 mil para o traficante René Pereira, cuja pena solicitada pelo MPF é de 28 anos e 9 meses.

  • O preso Carlos Habib Chater responde a outro processo penal na Lava Jato, por suas conexões com o megadoleiro Alberto Youssef.

  • Outro preso na Lava Jato, André Catão, ligado a Chater, responde por evasão e lavagem de dinheiro. O MPF pediu 9 anos e meio para ele.

  • Alberto Youssef, ao contrário, optou pela “delação total” de políticos e comparsas, como Chater, que estavam no Petrolão e outros esquemas.

  • Somente após as eleições, a direção nacional do Partido Progressista (PP) vai se mexer para expulsar o suplente de vereador Jac Souza Santos, que ontem sequestrou um funcionário do Hotel St. Peter, em Brasília. A alegação de um dirigente do PP é que o presidente nacional, senador Ciro Nogueira (PI), “está muito ocupado” com a campanha. Jac, que se assina “Jack”, tentou ser vereador em Combinado (TO).

  • Jac exigiu a saída de Dilma e a deportação do terrorista de verdade Cesare Battisti, homicida italiano protegido pelo ex-presidente Lula.

  • O sequestrador Jac Souza Santos deverá ser beneficiado pela lei que protege sociopatas e os solta, como o assassino do cartunista Glauco.

  • Joaquim Barbosa chega aos 60 anos no próximo dia 7. Se estivesse na ativa, teria direito a mais dez anos no Supremo Tribunal Federal.

  • A Justiça do Trabalho está sendo usada para um golpe sujo, no DF: o reclamante informa endereço errado da ex-empresa, e o processo corre à revelia. Só na fase de execução ele informa o endereço certo, para notificar o empregador desavisado e tomar dinheiro do otário.

  • O futuro desempregado Guido Mantega se apressou em dizer que a estimativa do Banco Central de crescimento de 0,7% da economia “é só uma projeção”, e que a da Fazenda é de 0,9%. Grande coisa!

  • Após duas semanas de intenso tiroteio, o candidato a governador de Minas, Pimenta da Veiga (PSDB), acumula 10 pontos a mais que o rival Fernando Pimentel (PT), mas em rejeição. Bater, às vezes, é tiro no pé.

  • O PT-PE chega rachado às eleições. A facção PTLM (Lutas e Massas), rompeu com João Paulo, candidato ao Senado, para apoiar Fernando Bezerra Coelho (PSB). Também apoia o socialista Paulo Câmara para o governo, até porque petista não vota no usineiro Armando Monteiro.

  • Deputados do PMDB-PR estão indignados com o vice Michel Temer, que gravou mensagem de apoio à reeleição do petista Zeca Dirceu, filho do ex-ministro José Dirceu, preso no processo do mensalão.

  • O PT não tem do que reclamar da afiliada da Globo no Ceará. O TRE proibiu a veiculação de comerciais do petista Camilo Santana, no sábado, mas a ordem foi ignorada: sete inserções foram exibidas.

  • Políticos potiguares foram pegos de surpresa com a delação premiada do lobista George Olímpio, antecipada nesta coluna. O início das formalidades com o Ministério Público se deu na semana passada.

  • Dilma Rousseff (PT) não quis encarar 28 km de carro para gravar um vídeo nas cercanias de Brasília. Usou helicóptero presidencial nos primeiro 10km e só depois seguiu de carro. Curtos 18 km.

  • …após criticar o combate ao “Estado Islâmico”, Dilma corre o risco de ser convocada pela ONU a liderar uma tentativa de negociação com os terroristas que cortam cabeças.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

O blog Olhar de Coruja apoia AMIR SANTOS - No 5 - candidato a DIRETOR DE PLANEJAMENTO NA PREVI