23 outubro, 2015

Eleições ANABB – A CONVICÇÃO DE UM RUMO CERTO

Alguns amigos cobram de mim uma plataforma eleitoral, uma síntese de propostas e premissas que fundamentem minha candidatura.



Confesso que sou avessa a autopromoção e o desfiar de promessas eleitorais.



Tenho a convicção de que a vida de cada um fala por si, sobre quem somos, o que fazemos e o que podemos fazer se tivermos as condições necessárias e suficientes.



Assim é que não me sinto a vontade para prometer fazer e acontecer se eleita para um novo mandato como conselheira da ANABB.



Farei exatamente o que tenho feito, ou seja, pautado minhas ações pela temperança, pela perseguição da transparência absoluta, pelo claro conhecimento que detenho dos muitos problemas da ANABB e das ferramentas necessárias para resolvê-los, pois é o que iniciamos no atual mandado, navegando em mares tempestuosos de oposição nem sempre leal e nobre.



Sei do imbróglio da CoopANABB, da imponderabilidade do Anabbprev, das falhas estatutárias e regulamentares, da falta de normas claras para rotinas de gestão e todas essas questões tentamos trabalhar neste mandato, repito, nadando em alto mar em meio a tubarões. Há propostas e projetos em andamento cujo término satisfatório dependerá totalmente de quem serão os próximos vinte e um conselheiros deliberativos e os três conselheiros fiscais eleitos.



Assim, não tenho nenhuma dificuldade de apontar meus companheiros da jornada que agora se encerra como dignos de pleitear a continuidade de um trabalho sério, comprometido com a ética, a transparência e a justiça.



São eles, o Riede, que como eu, tem sido alvo de toda sorte de calúnia virtual de alguns que viram seus podres interesses contrariados, assim como também têm sido atacados, o Amaral, com seu dinamismo compulsivo, o Fuji, “dono da chave do cofre” que não cede um milímetro ao que não está escrito, provado e aprovado, o Douglas, o Mário, o Gilberto, a Goretti, o Luiz Oswaldo, a Paula Gotto, o Branisso, o Cláudio Lahorghe,  João Botelho.... A Ilma que agora opta por lançar-se ao Cons Fiscal juntamente com a Vera Melo. Sem as duas, e ainda o João Maia, também no Cons Fiscal, muitas das mazelas do “Caso Seguros”  ficariam na obscuridade.



A esses companheiros seria oportuno somar o apoio dos associados para os nomes do competente colega advogado José Bernardo de Medeiros, da Leopoldina Correa e sua obstinada luta que escancara os intestinos da entidade. Seria bom ter ao lado a sabedoria de um colega abnegado que serviu nas instâncias do Governo, mas com os olhos voltados para os legístimos interesses do funcionalismo, como o José Maria Rabelo. E ainda, Haroldo e Hermínio e o Olivam, o primeiro pela tranquilidade de suas posições e os outros dois pela bravura com que ainda se lançam nas lutas sindicais em defesa do funcionalismo.



Sei bem que a lista de candidatos “do bem” é imensa e sinceramente torço para que muitos desses, mesmo aqui, injustamente, reconheço, não listados, mas que estão fazendo suas campanhas pela dignidade, com justeza, sem acusações nem vilanias se elejam.



A ANABB (e nenhum setor de nossa sociedade), necessita dos bravateiros, dos que se acham melhores do que o resto, os que vivem apontando o dedo em riste para os demais e aqueles que só querem fazer da ANABB trampolim para vencerem em nossas Caixas CASSI e PREVI.



O associado é sábio e saberá separar o bom e puro trigo da podridão do joio.
Isa Musa de Noronha




Gostaria de fazer uma observação nesta matéria da minha querida amiga.

Como bem disse Isa "
O associado é sábio e saberá separar o bom e puro trigo da podridão do joio."  Aqui mesmo temos um bom exemplo dessa separação, por exemplo, apenas alguns nomes citados por ela coincide com os meus ou seja: Branisso, João Botelho, Ilma Peres, Olivan Faustino e José Maria Rabelo que se eleito seria um excelente nome para presidir  nossa ANABB com mesma competência que geriu a PREVIC.

Não é minha intenção polemizar com a colega e ela sabe disso, mas todo mundo sabe da minha intolerância às vinculações das nossas entidades entregues ao petismo. Chega. A hora de é de renovação.

Leopoldina Corrêa 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O blog Olhar de Coruja apoia AMIR SANTOS - No 5 - candidato a DIRETOR DE PLANEJAMENTO NA PREVI