02 outubro, 2015

Carta aberta aos associados da AAFBB.



Meu nome é Graça Machado, sou sua colega aposentada, engenheira e tenho MBA em Governança Corporativa. Fui Presidente do Conselho Deliberativo e Diretora da CASSI até 2014 e nunca descansei na defesa da entidade, na busca por ampliação das coberturas e melhoria do atendimento. No Banco do Brasil, fui uma das primeiras mulheres a ocupar cargos de chefia e lutei pela igualdade e participação das mulheres nas entidades do funcionalismo e nos cargos de destaque do Banco.


Sou associada da AAFBB tem muitos anos e estou solicitando minha desfiliação, publicamente, para justificar minha atitude. Sou sócia de muitas associações regionais de aposentados, muitos sabem disto, pois acredito no associativismo.


Nunca votei numa eleição da AAFBB. Parece que seus dirigentes só gostam de disputar eleições em outras entidades, preferem que suas eleições sejam por aclamação.


Neste momento, quase todos os diretores da AAFBB estão disputando cargos na ANABB. O que pretendem fazer na ANABB que não podem fazer na AAFBB?


Se os diretores da AAFBB não acreditam na entidade e precisam estar em outra entidade para "defender os interesses dos associados", por que não entregam os cargos?


Acho justo que representantes de qualquer entidade concorram às eleições da Cassi e Previ, pois estas eleições estão abertas para todos os participantes. Mas querer estar em várias entidades é um aparelhamento desnecessário, que repete a formula do partido do governo.


A direção da AAFBB determinou que seus representantes regionais não permitam propaganda de outros candidatos fora da lista produzida pela própria entidade, que é formada apenas por seus dirigentes, dirigentes da FENABB e dirigentes alinhados com os partidos políticos que apoiam o atual governo.


Estas salas, na sua maioria, estão localizadas em prédios do próprio Banco do Brasil. O que pode ensejar o entendimento - que acredito não ser verdadeiro - de que a própria direção do Banco esteja tomando partido do processo eleitoral da ANABB, apoiando os candidatos da AAFBB, da FENABB e dos partidos que apoiam o governo.


Devo registrar que muitos colegas que trabalham como representantes da AAFBB estão constrangidos com esta atitude.


Quando a atual presidente da AAFBB votou no Conselho Deliberativo da PREVI, acabando com o BET e aprovando a volta das contribuições, já fiquei angustiada. Hoje, ela se junta com ex-presidente da FENABB, que também votou pelo FIM do BET e pela volta das contribuições. Se junta, ainda, com dirigentes ligados aos partidos políticos que apoiam o atual governo.


Este autoritarismo;

O uso escancarado dos recursos de uma entidade para disputar eleições em outra entidade;

O assédio moral junto aos representantes da entidade que estão proibidos de participar livremente do processo eleitoral da ANABB;

E, a cara de pau de se declarar "Ética" e "Transparente", não me deixa alternativa:


Requeiro em caráter irrevogável minha exclusão do quadro de associados da AAFBB.


GRAÇA MACHADO

Matrícula: 6.847.180-7

A Cesar o que de Cesar, o que está errado é para ser denunciado. 

Há muito tempo venho acompanhando as mazelas de alguns dirigentes da AAFBB. 

O mais me indignou foi a falta de uma concorrência leal  no processo das últimas eleições protegida pelos seus normativos que nunca se atualizam, justamente com a finalidade de dificultar a renovação da sua gestão, ficando assim, restrita a um grupinho  que se rodizia nas cadeiras há mais de vinte anos.

Ao  contrário, o processo democrático da ANABB, permite que todos os associados se inscrevam como candidatos a um dos seus postos. Portanto, a ANABB está de parabéns por favorecer a participação do seu corpo social no processo eleitoral.

Pergunto: quererá a AAFBB aprender com a ANABB ou transformá-la num elefante branco tal qual é a ela?

Leopoldina Corrêa


6 comentários:

  1. Prezada Leopoldina!

    Primeiramente, agradeço o seu apoio enquanto candidato ao Conselho Deliberativo da ANABB e reafirmo que a recíproca é verdadeira! Admiro mulheres que como você lutam para educar seus filhos, muitas vezes, sem a presença tão necessária dos pais, e encontram tempo para construir trincheiras democráticas para denunciar práticas nada republicanas, típicas de colegas que, durante suas carreiras no Banco, não participavam de absolutamente nada que dissesse respeito aos interesses coletivos; sem participação ativa nas assembleias do funcionalismo e escondendo-se nas greves históricas da categoria; não basta, no meu entendimento, divulgar essa carta aberta de uma colega que, também candidata, como nós, se alia ao grupo outrora majoritário, capitaneado pelo Valmir Camilo que utilizou a ANABB para defesa de interesses pessoais, como publicamente noticiado na página da entidade! É o roto falando do esfarrapado! Temos que dar nome aos bois e dizer que os candidatos oriundos da AAFBB não merecem democraticamente o voto dos associados! Queremos e vamos trabalhar por uma ANABB, verdadeiramente PLURAL, onde todos estejam decididos a atender aos anseios do quadro social, do qual nós candidatos somos parte! Um fraterno abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Manoel Carlos, chamo mais atenção para o fato de que as Salas dos Aposentados são dos aposenatdos do Banco do Brasil e não só dos aposentados associados da AAFBB. A AAFBB está lá de favor, portanto, não pode impedir que divulguemos nosso material de campanha num ambiente que é NOSSO!

      Excluir
  2. É até engraçado ver dona Graca denunciando qualquer coisa... Aliada do poderoso chefão senta no rabo pra falar do rabo alheio - falsa igual nota de vinte e cinco

    ResponderExcluir
  3. Até que enfim colocaram o dedo na ferida podre da AAFBB. Parabéns às Sras. Graça e Leopoldina.

    ResponderExcluir
  4. Prezada Leopoldina. Parabéns pela publicação da carta da Graça Machado, mesmo em tempos de eleições, pois é uma vergonha a intimidação aos representantes da AAFBB. No mesmo diapasão da Graça, há muitos anos atrás deixei de ser associado a AAFBB pela falta de transparência em suas eleições. O finado Aldo Alfano, nas últimas eleições dessa Associação não conseguiu registrar, mesmo requerendo judicialmente, sua chapa de oposição, haja vista que dentre as regras para registro de chapa, existem algumas exigências que muito difíceis de serem sanadas pelos pleiteantes ao registro de chapa. Uma das exigências, salvo engano, para registro de chapa é que tenha que ser referendada e que tenha assinatura de um certo número de associados da cidade do Rio de Janeiro, mesmo sendo uma entidade de cunho nacional. Como diria Boris Casoy - "é uma vergonha".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeitamente caro anônimo. Só faltou dizer que eles também não fornecem banco de dado, que só pode ser usado pela chapa deles e, muito menos, etiquetas a exemplo de PREVI, CASSI e ANABB. Os candidatos é que têm que descobrir onde estão os eleitores!

      Excluir

O blog Olhar de Coruja apoia AMIR SANTOS - No 5 - candidato a DIRETOR DE PLANEJAMENTO NA PREVI