29 janeiro, 2016

Fundos de Pensão - SR. Redator (Prejuízo superior a R$ 400 milhões)

Data: 29/01/2016
Veículo: CORREIO BRAZILIENSE - DF
Editoria: OPINIÃO
Coluna: SR. REDATOR
Formato A4: PDF WEB


 
Um novo fantasma aterroriza os funcionários das empresas estatais: os desvios nos fundos de pensão patrocinados pelo  governo. Além dos desvios apurados na Petrobras, já contabilizados em mais de R$ 50 bilhões, e os casos Eletrobras, CEF, Correios, BNDES etc, agora é a vez dos fundos de pensão. Na Postalis, os prejuízos passam de R$ 5 bilhões. Os funcionários do BB são a bola da vez. Após o BB deixar de aportar R$ 8 bilhões na Previ, para inflar os lucros e pagar dividendos à União (mais uma pedalada),  que deveriam ser destinados à melhoria nas pensões e aposentadorias. Os aposentados e pensionistas da Previ se deparam com um prejuízo superior a R$ 400 milhões, dinheiro aplicado na Sete Brasil, empresa em estado falimentar. O que mais revolta é que, enquanto a média das complementações não ultrapassa R$ 2, 5 mil - valor sobre o qual incide desconto de 8% para o fundo -,  alguns príncipes, como o ex-presidente do BB,  levam  aposentadoria da Previ de R$ 62 mil. É realmente um exemplo de ética e apreço com os funcionários da estatal. 
» Elio S. Santos,
Asa Norte 

ANABB


25/01/2016

PREVI responde a nota publicada na imprensa

Entidade esclarece informação sobre suposta venda de ativo.

A propósito da nota publicada pelo jornalista Lauro Jardim em sua coluna da edição de domingo, 24 de janeiro, do jornal O Globo, intitulada “À venda”, a PREVI esclarece aos seus associados que não procede a informação de que estuda a venda dos 49% que detém da Neoenergia. Não há nenhuma proposta em análise ou intenção de desinvestimento na companhia. Ainda que houvesse, a mera venda de um ativo, já contabilizado no balanço patrimonial da Entidade, não teria o efeito de cobrir um suposto déficit.

Esclarecemos ainda que o balanço de 2015 está em fase de fechamento. Como em anos anteriores, no mês de janeiro, as informações dos planos administrados passam por criteriosa apuração técnica e são consolidadas. Em fevereiro, são analisadas pelo Conselho Fiscal e, após aprovadas pelo Conselho Deliberativo, os números serão amplamente divulgados pelos veículos de comunicação institucional e Relatório Anual.

PREVI




2 comentários:

  1. Que aportes são esses? Dividendos, quota patrocinador, etc.? Desculpe-me, mas não entendi? 8 bi mais 7 do BET cobriria o défict de 13 bi???????????? Que caixa-preta????????????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Veja que é uma opinião de um leitor, talvez colega como nós. Abaixo da matéria tem a resposta da PREVI.

      Esta matéria está no site da ANABB e como eu estou com meu pisca-alerta sempre ligado, resolvi compartilhar.

      Obrigada por participar.

      Excluir

O blog Olhar de Coruja apoia AMIR SANTOS - No 5 - candidato a DIRETOR DE PLANEJAMENTO NA PREVI