14 agosto, 2014

ANABB pede esclarecimentos sobre o pagamento de bônus a diretores da Previ



A ANABB recebeu nesta quinta-feira, 14 de agosto, representantes de diversas entidades do funcionalismo para debater propostas sobre a decisão do Conselho Deliberativo da Previ, que aprovou, com o voto de minerva do presidente do conselho, o pagamento de bônus de remuneração variável aos diretores executivos daquela Caixa de Previdência.

Participaram da reunião: Arnaldo Fernandes, Cláudio Barbirato, José Mariano Neto e Paulo Eduardo (AFABB-DF); Célia Larichia e Felinto Amorin (AAFBB); Rafael Zanon (SEEB-DF); Gilberto Antonio Vieira e José Augusto Cordeiro (Contec); Wagner Nascimento (Contraf); e Isa Musa (FAABB).

A ANABB foi representada pelo presidente Sergio Riede; pelo vice-presidente de Comunicação, Douglas Scortegagna; pela vice-presidente de Relações Funcionais, Tereza Godoy; e pelo vice-presidente de Relações Institucionais, Fernando Amaral. Também estiveram presentes os conselheiros deliberativos eleitos da Previ, Rafael Zanon e Haroldo Vieira, que não deliberaram sobre as propostas.

Foi acordado nesta reunião que todas as questões discutidas e aprovadas serão levadas para as respectivas entidades analisarem em seus colegiados.

Na próxima segunda-feira, 18 de agosto, a ANABB participará de audiência com o presidente do Conselho Deliberativo da Previ e vice-presidente de Gestão de Pessoas e Desenvolvimento Sustentável do Banco do Brasil, Sr. Robson Rocha, para que o mesmo se pronuncie e forneça mais esclarecimentos sobre os assuntos relacionados à aprovação do bônus. 

As propostas aprovadas como sugestões para todas as entidades representativas do funcionalismo do BB, da ativa e aposentados, na reunião desta quinta-feira, são as seguintes:

  1. Entidades devem estimular seus associados à redigirem cartas para a Previ apoiando o voto contrário ao pagamento de bônus aos diretores da Previ proferido pelos conselheiros deliberativos eleitos;
  2. Solicitar à Previ, com base na Lei nº 109/2001, na Resolução MPS 23/2006 e na Lei de Acesso à Informação nº 12.527/2011, acesso aos documentos pertinentes ao caso, tais como: regimento interno da Previ em vigor; contrato de cessão em vigor firmado entre o Banco do Brasil e a Previ; ata do Conselho Deliberativo de 15/08/2008; nota DIRAD 2008/03; decisão da Diretoria Executiva 2008/441; notas DIRAD que subsidiaram a criação/regulação/implantação da remuneração variável aos dirigentes da Previ; atas da Diretoria Executiva que tratam sobre o tema “bônus”; atas do Conselho Deliberativo da Previ nas partes que tratam do tema “bônus”; programação orçamentária com previsão de gastos administrativos com pagamento do bônus;
  3. Solicitar à Previ divulgação de todos os critérios e indicadores aprovados na reunião do dia 31/07/14 e que foram utilizados para concessão do bônus;
  4. Defender que nenhum critério de remuneração seja aprovado com validade retroativa na Previ;
  5. Defender que nenhuma vantagem adicional criada pelo BB (a exemplo do bônus variável) seja estendida aos dirigentes cedidos à Previ;
  6. Acionar de imediato as assessorias jurídicas das entidades para que estudem e analisem quais medidas judiciais são cabíveis sobre o caso;
  7. Realizar campanha envolvendo todas as entidades representativas do funcionalismo do BB, da ativa e aposentados, pelo fim do voto de minerva.




A ANABB recebeu nesta terça-feira, 12 de agosto, contato institucional do Banco do Brasil questionando o fato da Associação ter divulgado a matéria sobre o bônus da Previ sem ouvir a opinião do Banco do Brasil. 
Nesse contato foi esclarecido ao interlocutor do BB que a matéria versava sobre a aprovação do bônus de remuneração variável para dirigentes da Previ, com utilização do voto de minerva por parte do presidente do Conselho Deliberativo da Previ, que também é vice-presidente de Gestão de Pessoas e Desenvolvimento Sustentável do Banco do Brasil, Sr. Robson Rocha. Também informava que a ANABB enviaria pedido de esclarecimento dos fatos a Diretoria Executiva, aos Conselhos Deliberativo e Fiscal da Previ, e a cada um dos membros desses órgãos, inclusive para aqueles que também integram os órgãos diretivos da ANABB.

A ANABB reforça que está encaminhando cartas para os presidentes do Conselho Deliberativo da Previ, Robson Rocha, para o presidente do Conselho Fiscal da Previ,  Odali Dias Cardoso, e para cada um dos membros dos conselhos deliberativo e fiscal da Previ. Não foram enviados pedidos de esclarecimentos aos diretores do fundo de pensão, em função de nota oficial daquela Diretoria, publicada nesta terça-feira, 12 de agosto.

A ANABB espera que, por respeito aos participantes e assistidos da Previ, bem como por coerência em função do questionamento institucional recebido, o presidente do Conselho Deliberativo da Previ receba a Diretoria da ANABB para oferecer os esclarecimentos necessários ao pleno entendimento dos fundamentos e consequências da decisão tomada.

A ANABB convocou reunião para o dia 14/08 com a Contec,  Contraf-Cut, AAFBB e FAABB. Após o encontro, a Associação divulgará as deliberações, esclarecimentos e encaminhamentos comuns que vierem a ser acordados a respeito do assunto.
Fonte: ANABB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O blog Olhar de Coruja apoia AMIR SANTOS - No 5 - candidato a DIRETOR DE PLANEJAMENTO NA PREVI