11 abril, 2016

CPI dos Fundos de Pensão analisa relatório final nesta segunda

11/04/2016 08h24 - Atualizado em 11/04/2016 09h27

Parecer deve afirmar que houve irregularidades no Postalis, dos Correios.

Prejuízo para o fundo seria de aproximadamente R$ 100 milhões.


Do G1, em Brasília, com informações do Bom Dia Brasil
Facebook

A CPI dos Fundos de Pensão na Câmara começa a analisar nesta segunda-feira (11) o relatório final, que deve apontar para fraude e má gestão no fundo Postalis, dos Correios. Segundo investigações da Polícia Federal, o fundo administrou mal o dinheiro dos servidores, ao optar de propósito por investimentos que geraram prejuízo milionário.

O parecer vai reforçar a dimensão da fraude e a má gestão dos ex-dirigentes do fundo, que está entre os 15 maiores em volumes de recursos no país.

Segundo as investigações, entre 2006 e 2008, o Postalis investiu mais de R$ 371 milhões em dois fundos, o Atlântica Real Sovereign Fundo de Investimento Dívida Externa e Brasil Sovereign II Fundo de Investimento Dívida Externa. Uma corretora americana comprava titulos de investimento, revendia por valor maior para empresas dos investigados, e os dois fundos, onde o Postalis investiu, compravam os titulos mais caros. No esquema, o Postalis  pagou um preço 60% maior do que o de mercado.

O Bom Dia Brasil teve acesso ao relatório da Polícia Federal, que concluiu que o excedente cobrado foi de US$ 16 milhões nas operações, e ainda houve pagamentos, sem justificativa, de taxas de corretagem de US$ 12 milhões.

A PF indiciou o ex-presidente do Postalis, Alexej Predtechensky e também encontrou indícios de crimes por parte do operador do mercado financeiro Fabrizzio Dulcetti Neves e de outras cinco pessoas.

Procurado pelo G1, o advogado de Alexej Predtechensky, José Luis Oliveira Lima, disse que as acusações contra o seu cliente não possuem embasamento. Lima também negou que Predtechensky tenha praticado irregularidades enquanto esteve na presidência do fundo Postalis e afirmou que vai contestar o relatório da PF.

A defesa de Fabrizzio Neves não foi localizada até a última realização desta reportagem.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

O blog Olhar de Coruja apoia AMIR SANTOS - No 5 - candidato a DIRETOR DE PLANEJAMENTO NA PREVI