11 novembro, 2013

Reajustes BB X PREVI

Cara Leopoldina


     Veja a distorção dos aumentos concedidos aos aposentados em relação ao pessoal da ativa. Não foi computado neste cálculo abonos ou PLR, somente os reajustes das cláusulas econômicas dos ACTS BB.

Por isto é que temos que levantar a bandeira da reposição de aumentos, já que os regulamentos da PREVI  sempre tiveram previsão de aumento salarial AOS APOSENTADOS iguais ao do pessoal da ativa.

Por isto temo que exigir este aumento, como fator de dignidade em substituição ao atual BET.

Abraços, 

Neusa

 
Genésio Vegini <genesio@matrix.com.br>
Para: leopoldinaconta@gmail.com
Fwd: Reajustes BB X PREVI

Desde 2006, o pessoal da ativa obteve reajustes de salário em percentuais superiores à variação do INPC, que foi a base para os reajustes da PREVI.
Desde o ano de 2006 os percentuais de reajuste foram:
ANO  -      pela PREVI  -  pelo BB
2006                  2,75               3,50
2007                  3,57               6,00
2008                  6,64               6,00
2009                  5,44               6,00
2010                  5,31               7,50
2011                  6,44               9,00
2012                  4,86               7,50
2013                  3,81               8,00

Apurando os valores acumulados, desde 2005, para cada R$ 100,00 daquela época, hoje os aposentados estão recebendo R$ 146,00 enquanto o pessoal da ativa recebe R$ 167,70. Isto representa uma perda para o pessoal da ativa de 12,94%.

Para os assistidos da PREVI receberam o equivalente ao pessoal da ativa, haveria necessidade de um aumento, em janeiro de 2014, de 14,86%. Seria praticamente a incorporação do BET, pois este é calculado com exclusão do complemento do INSS ou da Parcela PREVI.

Nos balanços da PREVI esse aumento real de salário do pessoal da ativa, principalmente o dos altos executivos, tem aumentado muito a reserva matemática dos benefícios a conceder, a ponto de prejudicar o superavit do Plano a longo prazo.

Genésio Vegini
Florianópolis

11 comentários:

  1. O fundo de pensão para o qual tanto contribuímos está se transformando numa pirâmide, aquilo que deveria beneficiar os aposentados virou enriquecimento sem causa de quem não contribui e se aposenta como um marajá. Uma grande injustiça esta sendo praticada contra os aposentados. Esta defasagem é uma grande imoralidade, além de ser ilegal, uma afronta aos regulamentos da PREVI
    contratados pelos funcionários do Banco, agora aposentados. Neusa

    ResponderExcluir
  2. E vocês tem ideia de quando será esse reajuste? E, do INSS, saberiam dizer de quanto será?
    Josué Jorge Jr
    Castro PR

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O reajuste da PREVI tem previsão de ficar em torno de 5% para os aposentados, em relação ao pessoal da ativa, além de não termos PLR nem alimentação nem aumentos de comissão, vai ser mais um ano de queda profunda. O INSS não sabemos, depende de política do governo. Neusa Vegini

      Excluir
  3. Não é ilegal e nem imoral. Até 1997 o reajuste de benefícios e pensões da Previ era atrelado aos reajustes do pessoal da ativa. A alteração ocorreu com a Reforma Estatutária de 1997. Hoje está assim, mas não se pode esquecer de que anos FHC o pessoal da ativa ficou oito anos sem nenhum reajuste, recebendo apenas abonos enquanto aposentados e pensionistas continuaram a ter reajuste pagos pela previ de acordo com a variação do IGP DI

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro colega anônimo você está sendo injusto, e seu argumento não tem fundamento. Alguns colegas receberam aumento de IGPDI e foi uma pequena vantagem e merecida, por conta de terem eles contribuído a vida inteira para o fundo. Mas todos os que se aposentaram a partir de 2005 estão em desvantagem, como se demonstrou e provou e você nem sequer impugnou o cálculo acima. São grupos diferentes, mas todos os aposentados, a partir de 2005, estão prejudicados e portanto, o superavit acabando, devem ser reposto aos aposentados os valore acima, para compensar as diferenças. E eu diria ainda que os aposentados deveriam receber as diferenças acima retroativamente, como juros e correção, para ser mais justo com aqueles que contribuiram para a PREVI !

      Excluir
    2. Sr. Anônimo, o senhor confunde “O apito de aço do mestre de obras” com “a grande obra do Mestre Picasso”. Não é verdade sua afirmativa de que “Alguns colegas receberam aumento de IGPDI e foi uma pequena vantagem e merecida, por conta de terem eles contribuído a vida inteira para o fundo”.
      Isso é a desculpa que a PREVI deu para o pagamento do RENDA CERTA.
      A parir de 1997 o reajuste de aposentadorias e pensões deixou de ser dado pela PREVI seguindo os mesmos índices com que o BB reajustava os salários da ativa. Aposentados e Pensionistas passaram a receber anualmente a diferença do IGP-DI. Depois, em 2003, a PREVI mudou o índice, passou a pagar de acordo com o INPC. Mas, enquanto todo ano aposentados e pensionistas tinham seus proventos de aposentadoria e pensão reajustados pelo índice (primeiro IGP-DI, depois INPC) os colegas da ativa, por força do endurecimento do Banco nas negociações salariais, nos dissídios, ficaram oito anos sem um tostão de reajuste.

      Excluir
    3. O que o senhor está dizendo é que foi injusto os colegas aposentados receberem aumneto acima dos funcionarios da ativa. Mas não vejo injustiça nenhuma, pois era a PREVI quem pagava, o fundo de pensão quem constituiu foram eles mesmo. Agora se houve alguma injustiça feita pelo banco com o pessoal da ativa, isto não responde a PREVI, nem os colegas que se aposentaram depois de 2003, não tiveram suas aposentadorias acrescidas do IGPDI e tiveram aumentos inferiores ao pessoal da ativa, ajudando a criar um superavit que foi, depois, engordar os bolsos do pessoal da ativa sem que eles contribuissem para isto. Uma injustiça. Estes, que contribuiram a vida inteira, estão endividados e discriminados. Te dá prazer ver injustiças com os aposentados? Porque alguns aposentados tem que pagar os erros grosseiros do Banco e o supersalarios dos diretores e o aumento das aposentadorias pelo aumento das comissões? O que tem que haver num plano é equilibrio, contribuição e justiça. Sem estes três pilares temos roubalheira.

      Excluir
    4. Caros Anônimos,

      Vejam bem, se formos analisar quem tem razão não vamos chegar a lugar nenhum. O fato é que a PREVI surrupia de um lado e o BB do outro e o Governo surrupia os dois: os aposentados e os da ativa.

      Seria muito bom o colega anônimo da ATIVA lembrar-se que nós já nos aposentamos e ele ainda esta na ativa, portanto, seria se muito bom tom ele não puxar a brasa para a sua sardinha, até por que fazemos parte de planos diferentes.

      Não sei se me fiz entender, mas caso o colega faça parte do PREVI PB 1, que ele venha fazer parte da NOVEMBRADA que acontecerá no dia 25/11, no Rio de Janeiro, em frente à PREVI.

      Ao que tudo indica já, já o colega estará recebendo seu benefício pela PREVI, e aí, quero ver se ele ainda vai falar em injustiça.

      Leopoldina Corrêa

      Excluir
  4. Cara Léo, peço espaço para lhe pedir ajuda.
    O processo da ANABB 0026895-57.1996.4.01.3400 (FGTS) não deu certo.
    O Juiz deu sentença de penhora de bens para os autores (no caso os aposentados), temo que a ANABB não os avisará ( se forem desassociados) e isso venha lhes causar danos.
    Peço que se tiver meios para os avisar, agradeceria de imediato.
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  5. Enquanto o PT estiver no comando nada se resolve pois o caminho correto para reclamações é a justiça...vamos todos reclamarmos individualmente na justiça...com certeza alguém abriria os olhos

    ResponderExcluir
  6. Pelo andar da carruagem nós aposentados teremos que nos auto pagar levando em consideração a exclusão do BET e retorno de contribuição. E um lembrete para vocês que estão na ativa, pensem bem quando das reivindicações salariais, benefícios na época das reivindicações, VOCÊS UM DIA FARÃO PARTE DE NOSSO TIME DE APOSENTADOS.

    ResponderExcluir

O blog Olhar de Coruja apoia AMIR SANTOS - No 5 - candidato a DIRETOR DE PLANEJAMENTO NA PREVI