03 fevereiro, 2013

PREVI : ACOMPANHAMENTO DO DESEMPENHO FINANCEIRO – PB 1.

PREVI : ACOMPANHAMENTO DO DESEMPENHO FINANCEIRO – PB 1.
 
FORTALEZA ( CE ), 3 DE FEVEREIRO  DE  2012
 
JOSÉ ANCHIETA DANTASE-mail janchietadantas@gmail.com

         Aos  interessados  em acompanhar o desempenho financeiro da Previ (PB 1), periodicamente, durante o ano, apresento a seguir uma sugestão de metodologia para essa finalidade. Fornece as ferramentas para analise, mês a mês, do comportamento dos investimentos,  das obrigações e  dos Fundos não Previdenciais  para uma avaliação do gerenciamento financeiro da Previ  e  fazer conjeturas sobre  os fundos previdenciais ( BET e dispensa de contribuições ).  O modelo sugerido não pretende substituir outros existentes, nem limitar a curiosidade de observação de analistas. É apenas um  ponto de partida para alargar o horizonte das ideias.
 
METODOLOGIA DE ACOMPANHAMENTO – PB 1

Fonte de dados :    “ Demonstração do Ativo Líquido – Plano 1 ”. É publicado trimestralmente, embora com informações de apenas dois meses. Proceder conforme a seguir:

1)    Verificar se o “Ativo Líquido “ ( “Ativo Total “ menos “Obrigações “ menos “Fundos não Previdenciais “ ) cobrem as “Provisões Matemáticas “ ( estimativa atuarial para pagamento de aposentadorias presentes e
futuras ) e os “Fundos Previdenciais” ( reservas para  atender ao pagamento do BET e à suspensão de contribuições  ). Três situações podem ocorrer : o “Ativo Líquido “ é insuficiente, é apenas o bastante ou supera;
 
2)     verificar, em qualquer das situações acima, quais grupamentos ou itens contribuíram para aquelas ocorrências :
 
a)    no Ativo Total : os grupamentos mais significativos, em termos percentuais em relação ao total desse ativo  e os  itens constituintes desses grupamentos mais significativos em relação ao respectivo grupo.
Em seguida, examinar quais dos considerados significativos tiveram maior variação percentual (positiva ou negativa ). Selecioná-los e pesquisar as causas: nas seções econômicas de revistas, jornais,  site da BF&Bovespa,  Atas do Copom ( no site Bacen ) ou outras fontes apropriadas;
 
b)    nas “Obrigações “ : os mesmos procedimentos acima. As causas, mediante informações da Previ em seus informativos ou por meio de solicitações diretas;
 
c)    nos Fundos não Previdenciais : idem.
 
3)    Analisar, com suporte nas verificações acima ( itens 2-a  e  2-b ) as situações do Ativo Líquido : insuficiente, apenas o bastante ou supera ( item 1 ).
 
4)    Emitir conclusões, alicerçadas nas análises feitas, sobre o gerenciamento financeiro da Previ.
 
5)    Fazer prognósticos da continuidade dos benefícios concedidos, inscritos nos Fundos Previdenciais, na forma a seguir:
 
a)    Fundo de Destinação Reserva Especial – Participante ( BET ): dividir o saldo registrado pela quantidade de meses restantes para o término do ano. O quociente deve, no mínimo, ser igual ao valor que vem sendo pago normalmente todo mês. Se inferior, dividir o mencionado saldo pela quantia que vem sendo paga normalmente . O quociente é a quantidade de meses que esse benefício ainda poderá ser pago;
 
b)    Fundo de Contribuição – Participante (suspensão de contribuições ) - idem

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O blog Olhar de Coruja apoia AMIR SANTOS - No 5 - candidato a DIRETOR DE PLANEJAMENTO NA PREVI