22 dezembro, 2013

As duas últimas falas da Novembrada

Caros colegas,

Como prometido, eis aqui todos os vídeos com as falas dos membros da Novembrada na reunião com a Diretoria da PREVI.

Neste link do Jornal Asas vocês terão acesso a cada um de nós. Nossos Nomes estão em ordem alfabética: 


Todos os vídeos da Novembrada

Ao ensejo, peço a vocês que assistam, comentem, e assim, prestigiem o nosso Jornal Asas, ele é uma excelente ferramenta para denunciarmos todos estes abusos, mandos e desmandos em cima de quem já doou os seus melhores dias a uma Instituição que hoje lhes tira o direito à vida. 
 
Com uma estrutura bem maior, o Jornal Asas dispõe de mais recursos, com mais atributos e todas as suas abas abertas a comentários. O que não acontece com nosso blog Olhar de Coruja que só há disponibilidade para uma opção aos comentaristas. 
 
Aproveito para recomendar a todos os “críticos” que vejam e, que, se não gostarem que venham fazer melhor, mas, por favor, façam!
 
Enfim, é uma ferramenta de dará um suporte bem maior ao blog Olhar de Coruja e à nossa Tv Asas. 
 
Por fim, desejo a todos um Natal luminoso e um Reveillon iluminado.



Por sua atenção, obrigada. 



Leopoldina Corrêa

Um comentário:

  1. Dívida externa bate recorde: US$ 482 bilhões; débitos aumentam 37%
    Analistas alertam para o fato de mais de um terço do endividamento vencer entre 2014 e 2015, período de mudança na política monetária dos Estados Unidos, que deve elevar o dólar e a aversão ao risco Brasil

    Diego Amorim
    Publicação: 27/12/2013 07:10 Atualização: 26/12/2013 21:23
    O Brasil chega ao fim de 2013 colecionando indicadores preocupantes. Não bastassem o crescimento pífio e a inflação bem acima da meta estipulada pelo governo, de 4,5%, a dívida externa bruta atingiu, em novembro, o maior valor desde o início da série histórica do Banco Central, em 1971. São US$ 482 bilhões em débitos no exterior, incluindo as faturas do governo, dos bancos, de empresas e os empréstimos intercompanhias, ou seja, aquelas transações feitas geralmente entre as filiais de multinacionais no Brasil e suas sedes fora do país.

    Somente na era Dilma Rousseff, iniciada em janeiro de 2011, a dívida externa brasileira registrou um salto de 37%. Em valores absolutos, cresceu US$ 130,2 bilhões, complicando um quadro que era considerado confortável até então. Mesmo os saldos do setor público, que vinham chamando a atenção por apresentar quedas expressivas ao longo do ano, terminarão 2013 em alta, retornando ao patamar de cinco anos atrás, com US$ 64,6 bilhões acumulados.

    O recorde, por si só, já seria suficiente para acender de vez o alerta em relação à dívida do país no exterior. Mas o cronograma do vencimento desses débitos, detalhado pela autoridade monetária, torna a situação mais delicada. Um terço do saldo total — US$ 157,2 bilhões — vencerá nos próximos dois anos, período de mudanças na política monetária do Federal Reserve (Fed), nos Estados Unidos, e de desconfiança acerca do próximo governo por aqui.

    fonte:http://www.correiobraziliense.com.br/

    ResponderExcluir

O blog Olhar de Coruja apoia AMIR SANTOS - No 5 - candidato a DIRETOR DE PLANEJAMENTO NA PREVI