23 setembro, 2013

Meu direito de resposta ao colega Chirivino




Inquisições do colega José Álvares Chirivino para obter esta resposta


Meu Caro Chirivino, 



Talvez meu único erro 
tenha sido juntar todos os sementeiros em um mesmo cesto. É óbvio que existe gente boa por lá, raros, é certo, mas há. Acredito que esses raros são os de boa fé, ingênuos e equivocados, acreditando na bazófia de que a tal Ramos de Urtiga prega União.

Você bem disse: “colega Aldo Alfano não tentou se alojar na Chapa do Ruy”. “Alojar” meu amigo, também pode se referir a hospedeiros, parasitas que “se alojam” no intestino humano. E conhecendo bem o estilo literário dos Rameiros de Urtiga, aposto que é essa conotação que pretenderam dar. 

Você se equivoca ao escrever que  “o colega Aldo e sua Esposa, ao não conseguirem conciliar suas aspirações na aliança que se tentou formar num primeiro momento, foram buscar em outro aprisco.” 

Primeiro que “aprisco”, você bem sabe, pois é erudito, é um curral, redil onde se recolhem as ovelhas. E bodes, cabras, ovelhas, você não encontra na chapa Nova Aliança. 

Segundo que a iniciativa de formação de uma chapa para a AAFBB nasceu lá em meados de 2012. A propósito, foi o Aldo quem inscreveu o Macilene e Ebenézer como sócios da AAFBB para que eles, pudessem ser candidatos. É verdade... A princípio Ebenézer  estaria ao lado de Ruy, Ilma e Aldo em uma só chapa. Mas, talvez você se lembre,  que muitos foram chamados para uma reunião que a colega Isa Musa, instada por mim e por Macilene, promoveu em meados de 2012, no Hotel Nacional, convidando gente de todas as tendências. Fora da Reunião, no bate papo informal à noite no Restaurante do Hotel, eu estava lá e vi e ouvi, quando o Aldo Alfano convidou o Ruy Brito para formar uma chapa e Ruy disse que seria candidato. Naquele momento Aldo e sua esposa Ilma já estavam alinhavando entendimentos no Rio, São Paulo, etc., na construção de uma chapa. Se Ruy seria candidato, nada mais justo que a conversa fosse feita para juntar todos. De sorte que Aldo Bastos Alfano e Ilma Peres Causanilhas Rodrigues não estavam flanando por ai em busca de uma chapar para “se alojar”! Ao contrário, já estavam adiantados na construção de uma chapa única de oposição.

E a ANAPLAB não está, como você diz: “como a Associação que dá abrigo e patrocina a Chapa Nova Aliança na AAFBB”. Apenas, como eu pertenço a ANAPLAB, como Diretora de Comunicação e Marketing, tenho o apoio da entidade para, inclusive usar a estrutura de mídia disponível nas páginas para obter apoios e promover a minha, (nossa – de Aldo, Ilma e milhares de outros colegas), chapa. 

Quanto ao meu empenho pessoal, se Ruy não lhe disse é porque talvez agora, ressentido por eu ter optado em aceitar o convite de Aldo e Ilma para a Nova Aliança, talvez não tenha lhe dito, pois pouco importa o tema ser recorrente. Na verdade, a mim também pouco importa e não estou a angariar confetes por ter me empenhado arduamente junto ao Ruy, em inúmeras oportunidades que estivemos juntos em Brasília e no Rio, e em delongados telefonemas para que fosse mais flexível e  procurasse contornar possíveis arestas de modo a obter uma só chapa de consenso. 

Lamento discordar veemente de você quanto ao que você diz sobre “o MSU, embora não juridicamente constituído, não possua elementos que o encorajem a trabalhar em nome de uma causa justa”. Não tem, caro Chirivino, a não ser que com, “elementos”, você se refira a alguns colegas, os de boa fé que cito acima e que somente estão nesse Ramo de Urtiga por não saber o quanto ardem suas ramas. A maioria é composta de gente recalcada, de mau com a vida, mal amada, que não é filiada a associação nenhuma e só vive em cima do muro a bombardear a todos e todas. 

Quanto aos “6.700 votos para Cassi e os 9.700 votos para PREVI obtidos em 2012”, talvez você não saiba, mas parte desses votos, sem falsa modéstia, eu os garimpei com minhas entrevistas, como a que fiz o Luiz Dalton, com meu Banco de Dados para onde disparei milhares de e-mails, enfim com a visibilidade que dei às chapas através da minha TV UNAP, meus blogs e redes de e-mails. Tanto que, sem minha ajudinha, a atual chapa do Ruy lamentavelmente não passou de duzentos e poucos apoios, como informado lá pelo pessoal do Rio de Janeiro. Não desmereço ninguém pelo fracasso dessa coleta de assinaturas. Sem banco de dados, ninguém consegue chegar ao público alvo. A diferença é que eu tenho esses endereços, e-mails e  telefones. Poucos têm. 

Quanto a afirmativa de que não foi o MSU “quem se arvorou a apoiar o Ruy Brito”, talvez você não saiba de toda a história. Foi o tal Raul Avelar que ficou feito uma sarna sobre o Ruy, divulgando precipitadamente mensagens pelas redes (de intrigas no yahoo) que tinha chapa e com o Ruy. 

Suas perguntas:
“Quem diagramou a apresentação da Chapa Nova Aliança para a AAFBB?” 
Resposta: Foi Ilma Peres Causanilhas Rodrigues e quando houve o rompimento com o Ruy, o Raul Avelar se apoderou até do programa da chapa. 

“Quem deu esse nome para a Chapa encabeçada pela Dona Ilma?” 
Resposta: A Ilma e eu! 

Quem lhe disse que a Chapa Novos Rumos para a AAFBB conta com apenas 256 apoios?”

Resposta: Hoje no Rio de Janeiro, não se fala de outra coisa. É público e notório que lamentavelmente a chapa do Ruy não atingiu quase nada do universo de associados da AAFBB. Como jornalista não sou obrigada a revelar minhas fontes.

Quem me obriga a responder todas estas suas perguntas?
Resposta: NINGUÉM. Estou respondendo de livre e espontânea vontade.

Continuando suas questões: “Os componentes da tal Semente da União, além de desunir o que possivelmente pudesse ser uma verdadeira aliança, sequer, são associados da AAFBB”. 

Ora, você deve ter entendido perfeitamente que me refiro aos Rameiros de Urtiga que andavam chamando para apoiar, note bem: apoiar, sem sequer serem associados da AAFBB. É evidente que para ser candidato é necessário ser aposentado e sócio. Dentre os dessa Rama de Urtiga, a maioria não é filiada a associação nenhuma, mas se acha no direito de meter a colher de pau nas eleições de todas. 

E é verdade que alertei ao Ruy, meu amigo pessoal e meus caríssimos Ebenézer e Dantas do que tenho lido pelas redes sociais, o amontoado de intrigas, agressões, maledicências que uns e outros Rameiros aprontam.  Felizmente são um grupelho, não são uma entidade, uma associação, pois se fosse legalmente constituída seria sim um engodo! 

Quanto a ficar calada, caro Chirivino... Ah, isso você jamais verá. Eu não me calo quando leio iniqüidades, não calo quando leio injúrias, e já tenho processos em curso contra uma figura medíocre que tentou me expor ao ridículo e não temo em usar a Justiça a meu favor.
Finalmente, não machuco ninguém, a menos que, venha me atacar, aí eu reajo feito uma fera enjaulada e parto com unhas e dentes, pois respeito é bom e eu gosto! 

Se não for doer, aceite meu abraço,

Leopoldina Corrêa

6 comentários:

  1. Eis-me aqui um RAMO DE URTICA, UM PORCO ESPINHO, uma FOGUEIRA DE VAIDADE!...
    Edgardo Amorim Rego

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não entendi muito bem seu comentário, para mim, ele ficou um tanto confuso. Mas em respeito a dignidade de assiná-lo ele será mantido. Obrigada pela participação.

      Leopoldina Corrêa

      Excluir
  2. Neusa Maria KuesterVvegini disse:

    Nada fortalece mais que a crítica, por isto entendo que este teu comentário nos faz crescer como eleitores e candidatos. Este seu post tem o selo de qualidade de um grande coração, a virtude de quem se dedica a uma causa e ainda conhece os bastidores dos acordos e desacordos dos nossos heróis que ousam remar contra a microfísica do poder. Os esquecidos e mal lembrados, os emails solitários perdem força porque ainda não se colheu a união pretendida. Enfim, não se criou ainda a unicidade de idéias num universo de lutas, marcado por grandes viradas mas não por grandes vitórias, ainda não conseguimos o comprometimento daqueles em quem votamos pois muitos dos que se elegem continuam nos traindo com o inimigo.
    "Mulher, e Mãe de todos
    O que será de nós
    Se a força do inimigo,
    Calar a tua voz
    Que sai dos passarinhos
    Dos mares e dos rios
    Dos vales preguiçosos
    Dos velhos pantanais." (Sá e Guarabira, letra de Estrela Natureza)

    Neusa Maria KuesterVvegini


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caríssima amiga,

      Fico ternamente agradecida ao repares que tento fazer minha parte para tentar minar as forças maléficas dos nossos algozes e, que, ainda assim, me crivam de críticas, as quais não hão de minar minhas energias.

      Grande abraço,

      Leopoldina

      Excluir
  3. Concordo com a colega acima, a senhora Neusa. Seu blog é muito bom, pois é recheado de temas de interesse e a senhora não deveria perder tempo dando espaço a esses críticos contumazes que nada acrescentam e que também nada significam no seio de nossa comunidade de aposentados e pensionistas. Deixe-os entregues à própria mediocridade.
    Saudações,
    Antenor P de Oliveira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Antenor,

      Vejo que é a primeira vez que nos dá o prazer de sua honrosa visita, a qual agradeço pelo incentivo e pelo apoio.

      Gratíssima.

      Leopoldina

      Excluir

O blog Olhar de Coruja apoia AMIR SANTOS - No 5 - candidato a DIRETOR DE PLANEJAMENTO NA PREVI