18 julho, 2013

A Tv Asas publica no blog Olhar de Coruja importante pronunciamento da Senadora Ana Amélia (PP RS)


Nosso Blog “Olhar de Coruja” traz para conhecimento dos interessados, importante pronunciamento da Senadora Ana Amélia (PP RS). Brilhantemente a Senadora Gaúcha denuncia as perdas dos Fundos de Pensão, dentre esses, a PREVI que teve perda de  R$ 18 milhões com ações das empresas do grupo EBX, do empresário Eike Batista. A veemente denúncia da Senadora Ana Amélia versou sobre a má gestão nas aplicações, descaso na administração dos Fundos de Pensão e afirma com propriedade: “Com o dinheiro alheio, não se brinca”.




Por sua atenção, obrigada.

Leopoldina Corrêa

13 comentários:

  1. A prezada colega Leopoldina novamente presta-nos relevante serviço de divulgação. Um pronunciamento da Senadora Ana Amélia Lemos sobre a matéria era por todos nós esperado, desde que esta senhora sinalizou pretender pleitear a relatoria na CAE do PDS-SF-275/2102, de modo a evitar prejuízos em seu andamento, como já era previsto em decorrência do requerimento de nosso "amigo" Senador Pimentel. Não contávamos, evidentemente, que em atitude anti-ética, o presidente da CAE, Senador Lindenbergh Farias nomeasse o próprio Pimentel como relator. Mas, pelo que assisti, a Senadora Ana Amélia continua travando o bom combate em nosso favor, juntamente com o Senador Paim. Apesar de pertencerem a partidos políticos diferentes, ao menos comungam da mesma ideologia no que se refere à proteção dos recursos dos fundos de pensão. Merecem, por isso, nosso respeito e agradecimento.

    Luiz Faraco

    ResponderExcluir
  2. Leopoldina para centro avante da Seleçao Brasileira! Ela acaba de marcar mais um golaço. Enquanto tem grupos e blogs por ai a espalhar calúnia, injúria, difamação e fofoca ela, atenta, competente, pesquisa, vasculha e nos traz notícias frescas, atuais e relevantes. Ah, se todos fossem iguais a vocé, GRANDE COLEGA LEOPOLDINA. Não passo um dia sequer sem consultar esse blog, pois é aqui se fala a sério. AVANTE LEOPOLDINA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu caro Anônimo 18 de julho de 2013 17:56,

      Fico muito feliz quando meus colegas reconhecem meu trabalho. Porém, já, na Seleção Brasileira jamais jogarei, pois seu técnico zombou dos funcionários do BB, então ele não poderá contar comigo.

      De fato colega, este é um blog que pretende ser de utilidade pública, assim fico atenta a tudo que nos diz respeito para levar aos colegas.

      Quantos assistiram ao vivo este pronunciamento?
      - Poucos.
      Quantos o assistirão lá na TV Senado?
      - Menos ainda!

      Agora, aqui no blog da Coruja ficará para sempre à disposição do interessados.

      Mui agradecida, volte e um grande abraço.

      Leopoldina Corrêa

      Excluir
  3. Uma sugestão: limpe esse blog. Retire essas cores espalhafatosas, essa margem à direita cheia de tró ló ló. Bote um fundo branco, escreva em letras pretas.
    Esse blog até que tem temas interessantes, mas é ridículo, infantil, tolo e sem noção.
    Mais dia, menos dia, nem seus puxa-sacos de plantão vão tolera-lo e ai você sumirá no ostracismo, pois lá é que é o lugar dos vaidosos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei curica, eu te conheço? Sai da minha aba, encosto!

      Faz um blog pra você, deixa o meu em paz. Ah! Você não sabe…

      Estou adorando te fazer ficar com raiva.

      Uma sugestão: vacine-se, o Ministério da Saúde adiverte: raiva mata.

      Já tem um tempinho que você tenta me desestabilizar, mas não vai conseguir.

      Ontem eu disse pra você que eu não tenho ESTATURA CULTURAL para discutir com você, a prova está aqui neste seu comentário idiota: VOCÊ É MUITO PEQUENA!

      Vacine-se!

      Leopoldina Corrêa

      Excluir
    2. Senhora Anônima, nem tão anônima assim, veja abaixo um artigo que um DECLARADO AMIGO meu me mandou publicado na Folha de São Paulo. Preciso dizer mais alguma coisa?

      Anonimato: escudo de heróis ou arma de covardes? (Folha de São Paulo, 19/07/2013)

      "O anonimato impossibilita o debate às claras, e serve aos covardes que não conseguiriam defender suas ideias à luz do sol. É instrumento de ataque desleal."

      Ah! Eu sou mesmo vaidosa do meu trabalho, da pessoa humana e física que eu sou. Desculpe-me se lhe incomodo, não era minha intenção. Acredite!

      Excluir
  4. Liga não Dona Leo.

    Curica no Estado do Piauí é o mesmo que periquito, podendo também significar empregada doméstica; Mulher rústica; Mulher do subúrbio.

    ResponderExcluir
  5. O diretor ou presidente da Previc sr. Rabelo, ora convocado não era diretor ou conselheiro da Previ em 2008 à época em que começaram os pagamentos acima do "teto"? Segundo dizem ainda não existe o tal teto que inclusive é defendido por figuras de proa, em valores absurdos.
    Seria o caso de relatar o assunto (também esse) à senadora para cobrar do ilustre gestor da Previc.

    ResponderExcluir
  6. Grande Leo, permita-me chama-la assim sou seu colega aposentado aqui de Cambé-PR, e tenho muita admiração pela qualidade dos seus artigos e gravações muito importantes, e tambem constatado a grande competencia e luta da Sra. Isa Musa. Louvavel esse pronunciamento da Senadora Ana Amélia, supimpa, muito obrigado pelo seu empenho, a tods nós aposentados e pensionistas. E não ligue para os comentarios sobre o seu blog, cores, etc. Ta muito legal, continue na sua, achei muito legal o seu aquario. Tudo de bom para voce, sua familia, e todos nós.

    ResponderExcluir
  7. Querida Leopoldina e demais colegas,

    Para ler e refletir a respeito.

    Anonimato: escudo de heróis ou arma de covardes? (Folha de São Paulo, 19/07/2013)
    ...
    Ditaduras odeiam o anonimato porque é o último bastião onde seus opositores podem se proteger e continuarem a lutar por nobres ideais (e, obviamente, em ditaduras, democratas defendem o uso do anonimato pelos mesmo motivos).
    Em democracias, por outro lado, o anonimato impossibilita o debate às claras, e serve aos covardes que não conseguiriam defender suas ideias à luz do sol. É instrumento de ataque desleal.
    Daí o anonimato já ter sido usado tanto pela Ku Klux Klan quanto pela resistência francesa.
    Entre os primeiros direitos fundamentais de nossa Constituição, está o da manifestação de pensamento. Antes mesmo de tratar de julgamos justos ou privacidade, ela nos garante a liberdade de expressão. Afinal, em uma democracia, temos o direito de dizermos o que quisermos, por genial ou absurdo que seja.
    Mas o mesmo inciso continua com uma obrigação que quase sempre passa desapercebida: “sendo vedado o anonimato”.
    Isso porque nossa Constituição foi feita em moldes democráticos: você pode dizer o que bem entender e como bem entender, mas precisa assumir o que disse e assumir as consequências legais se aquilo que disse causar dano civil ou penal.
    O que se pode deduzir é que, sob a ótica de nossa Constituição democrática, dizer e esconder-se é ato de covardia.
    Mas somos de fato uma democracia na qual o debate pode ser feito de forma aberta e civilizada, sem medo de retaliação pessoal?
    A resposta evidente é que sim. Afinal, não temos presos de consciência ou presos políticos; não fechamos jornais ou redes de TV; opositores não são condenados em julgamentos políticos. Mas isso significa que nosso debate é de fato democrático ou são apenas evidências de que não há uma ditadura escancarada?
    Um bom termômetro - em qualquer país e em qualquer tempo - é se as discussões são focadas no que é dito ou em quem diz. Em democracias plenas, por mais que se deteste quem diz, ouve-se e debate-se o que é dito. Não se faz ataques pessoais, morais ou ideológicos a quem disse. Quando partimos para assassinatos morais (ou mesmo físicos) é porque nos faltam argumentos racionais. Daí surgir a necessidade de quem disse esconder-se atrás do anonimato: é uma forma de remover a personalização do debate e tentar forçar o foco em seu conteúdo.
    Dito de outra maneira, o problema é sabermos se a Constituição é o reflexo da realidade ou mera expressão das aspirações da sociedade. Entre o que somos e o que aspiramos ser pode haver uma enorme diferença. Não é porque uma constituição diz que há liberdade de expressão que a liberdade de expressão existe. A lei apenas nos garante a possibilidade da democracia, mas a democracia quem faz somos nós, na prática.
    Logo precisamos saber se há diferença entre o que a Constituição estabelece e o que existe na prática. E se há, precisamos saber se essa diferença é tão grande que justifica (ou mesmo exige) manifestantes esconderem-se atrás do anonimato.
    Se justifica, o anonimato ajuda na luta pela democracia. Se não justifica, o anonimato é instrumento de baderna.

    ResponderExcluir
  8. Prezada Leopoldina,
    Mais uma vez parabéns!Mais uma matéria de real importância para todos nós.Por oportuno quero manifestar meu repúdio aos colegas que perdem tempo em fazer críticas ao formato do blog em vez de considerar o valor do seu conteudo que é indiscutível.Também gostaria de manifestar meu parecer sobre o conceito de anonimato (pelo menos no nosso meio) porque acompanho todos os blogs há mais de 2 anos e tenho visto que a maioria dos comentários anônimos são sérios e bem intencionados com algumas exceções.Acho que muitos colegas preferem o anonimato por questões pessoais inclusive timidez mas não usam essa condição como instrumento de baderna pois não ofendem, não mentem, não ameaçam, não usam expressões indevidas e não prejudicam os debates.Ao contrário de alguns devidamente identificados que só fazem baixaria.Acho que os anônimos não podem ser classificados de baderneiros de forma geral.O blog que resolveu eliminar os anônimos morreu.De qualquer forma é um direito do dono do blog não aceitar os anônimos mas que fique claro que a maioria não é baderneiro.

    ResponderExcluir
  9. Querida Leopoldina e demais colegas,

    O artigo que reproduzi aqui neste Blog, publicado no Jornal Folha de São Paulo, tem um público-alvo específico. Não sou contra comentários de anônimos “bem intencionados”. Sou contra àqueles que se escondem no anonimato para covardemente cometerem toda uma gama de crimes contra seus semelhantes, tais como calúnia e difamação (os mais amenos). Dentre os mais graves citaria a pedofilia, o racismo sob suas diversas formas, dentre outros.

    Sempre que posto meus comentários, a faço me identificando, pois gosto de debater as questões que nos afligem de forma franca e democrática, expondo meus pontos-de-vista. Por diversas vezes fui convencido de que alguns não eram corretos e modifiquei-os humildemente, reconhecendo e me convencendo dos argumentos apresentados por outros colegas. Acho que tais debates são profícuos por causa disto, e melhor se aproveitam deles quem tem, como eu, tal virtude de reconhecer meus erros.

    Gosto de redes sociais tais quais o Facebook, pois lá existe uma preocupação de equipar a rede com instrumentos que permitam localizar os que tentam dar motivos para iniciativas que visem a censura destas redes e do ambiente da internet como um todo.

    Um fraterno abraço a todos.

    ResponderExcluir
  10. A senadora Ana Amélia merece os cumprimentos de todos os funcionários aposentados da Previ. Ela foi brava ao denunciar a má gestão dos fundos de pensão, e mais ainda quando requereu a presença de Jose Maria Rabelo, presidente da Previc para explicar os prejuízos obtidos pela previ em aplicações feitas nas empresas de Eicke Batista.

    Parabens, senadora!!!

    E a você também colega Leopoldina, por colocar este precioso espaço, seu blog, a serviço e em defesa dos aposentados..

    ResponderExcluir

O blog Olhar de Coruja apoia AMIR SANTOS - No 5 - candidato a DIRETOR DE PLANEJAMENTO NA PREVI