09 novembro, 2016

Resposta de Isa Musa de Noronha a um colega que perguntou o seguinte: o acontecerá se o Corpo Social votar NÃO à consulta CASSI ?


 
Mensagem de 26.10.2016, de Isa Musa de Noronha a um companheiro

Prezado Companheiro,

O Corpo Social é soberano.

Se não aprovar as propostas que serão encaminhadas pela CASSI os gestores de nossa Caixa terão de buscar outras alternativas.

Se você acompanhou toda a discussão desde início de 2015 deve se lembrar de que o BB apresentou como solução para a CASSI repassar aos cofres da Caixa toda a reserva atuarial que a CVM 695 o obriga a consignar em balanço. Na época era 5,6 bilhões. Repassando esse valor, esse Fundo, ele deixaria de contribuir sobre aposentados e pensionistas (os atuais e os que viessem a se aposentar).

Ainda propunha ratear o déficit da época 170 milhões, somente entre nós.

Não assumia qualquer outra responsabilidade e reafirmava que sua única responsabilidade para com a CASSI era tão somente o que diz o Estatuto, ou seja, contribuir com 4,5%.

Evidentemente rejeitamos de pronto tal proposta, mas o BB continuou insistindo até início de 2016.

Intervenção jurídica é um caminho duvidoso, pois o BB se escuda no> estatuto, onde está claro que sua contribuição é de 4,5%.

Qualquer juiz iria no máximo exigir que o BB comprovasse que paga 4,5% para todo mundo e lhe daria razão para não aportar nem mais um tostão.

Quanto ao fato de o BB ter deixado de contribuir com os novos funcis, a partir de 1998, com 4,5%, isso foi resolvido na reforma de 2007, quando o BB pagou tais diferenças de contribuições sob a forma de aportes à CASSI.

Essas contribuições extraordinárias e temporárias, nossas e do BB, não resolvem a sustentabilidade da CASSI. Apenas dão fôlego para que a CASSI não deixe de cobrir seus compromissos.

O que pode dar resultado serão as análises da auditoria, onde se espera que identifique os ralos, os desvios, os descontroles de gestão, aponte soluções e a governança da CASSI implante suas orientações.

Na verdade, em 1996, com a Reforma do Estatuto da CASSI, perdemos nosso plano para o mercado.

Antes, o BB pagava todas as despesas da Cassi. O Banco tinha médicos em seus quadros, o BB cedia espaço em suas agências para o chamado Serviço Médico.

Comprávamos medicamentos nas farmácias e, apresentando as notas fiscais à CASSI, tínhamos ressarcimento.

Com a reforma de 1996, tudo isso foi perdido.

E mais...

Nossas contribuições atreladas a reajuste de salários dos ativos e reajuste de benefícios de aposentados e pensionistas sempre perdem para a inflação médica. É uma equação ingrata.

Para ser ter uma ideia, na recente negociação salarial nossos colegas bancários da ativa tiveram um reajuste de 8%, enquanto o indicador que mede a inflação médica, o FIPE SAÚDE, variou 12%.

Ainda assim vale lutar pela CASSI. Se você fizer uma tomada de preços de Planos de Saúde por ai, uma UNIMED BH, por exemplo, verá que uma pessoa de 60 anos, no Plano similar ao nosso, o UNIMED PLENO, paga 892,86 e mais coparticipações que variam de R$ 15,00 a R$ 45,00.

E isso só para ele!

Teria de fazer plano semelhante para a esposa e filhos.

Na Cassi essa mesma pessoa se ganha 7.000,00 por mês de salário ou benefício, paga seus 3% (R$ 210,00), o BB completa com seus 4,5% (R$ 315,00) e assim soma R$ 525,00.

Isso para atender o colega, sua esposa e quantos filhos tiverem até 24 anos.

Um colega dos mais antigos, que ganhe, por exemplo, 10.000,00 de benefícios PREVI, paga sua parte de 3% (300,00), o BB completa com seus 4,5% (450,00) e a CASSI recebe então 750,00. Acho que pagamos pouco por tantos benefícios.

A CASSI cobre tudo, até transplante cardíaco.

Imagine você um colega que acaba de entrar para o BB. O salário inicial é de R$3.644,48, contribui com R$ 109,33, o BB com R$ 164,00, somando R$ 273,33 e com esse valor o colega tem toda cobertura que precisar para si, esposa e filhos.

É isso.

Grande abraço

Isa Musa


Isa Musa

8 comentários:

  1. TUDO BEM...ENTÃO PARA O BEM NOSSO E DA CASSI DEVO VOTAR COMO????? SIM, OU NÃO????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que é SIM ao acordo com o BB.
      A CASSI não pode mais esperar e não temos outra saída pois o Banco já disse que essa é a última proposta.

      Excluir
    2. O que a Isa escreve é a pura verdade. Pode não ser o acordo ideal, mas é um caminho que devemos trilhar para que a Cassi possa começar a sair dessa absurda situação. Infelizmente o Banco/diretoria não quer assumir as suas obrigações "morais" para com os funcionários da ativa e, principalmente, com os aposentados.

      Excluir
  2. ESSA É A RESPOSTA QUE PRECISO.....VOTO NO SIM OU NO NÃO???? PRWALDYR@HOTMAIL.COM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SIM ao acordo com o BB.
      A CASSI não pode mais esperar

      Excluir
  3. Meu querido prwaldyr, ainda não sabemos o teor da consulta da CASSI. Vamos aguardar e analisar para então decidirmos pelo SIM ou pelo NÃO.

    Grande abraço,

    Leopoldina

    ResponderExcluir
  4. Acho que é justo contribuir com 1% a mais e ser atendido ou melhor atendido em alguns casos, do que continuar como está e não ter nada.

    ResponderExcluir
  5. Uma observação... Corrigindo, o salário incial no BB hoje é de $2.523,46, é por isso que não entra dinheiro na Cassi, já não contribuimos tanto quanto você contribuíam anos atrás, não é só uma questão de aumentar a contribuição, até porquê ganhando cada vez menos e contribuindo cada vez mais sobra-se quase nada.

    ResponderExcluir

O blog Olhar de Coruja apoia AMIR SANTOS - No 5 - candidato a DIRETOR DE PLANEJAMENTO NA PREVI